Google
Empresas, produtos e serviços relacionados a ferramentas
Esqueci minha senha
ferramentas

Ferramentas

Veja nos links abaixo empresas relacionadas a ferramentas

Mais informações sobre ferramentas

Ferramentas, de modo geral, são dispositivos utilizados para facilitar um determinado trabalho, e dentro da categoria existem as manuais, como alicates e chaves de fenda, passando pelas elétricas, como no caso de furadeiras, além das ferramentas pneumáticas, motrizes e perecíveis, que são os equipamentos com vida útil menor, incluindo as lâminas, que perdem seu corte ao longo dos anos de uso.

História

Ferramentas comuns e portáteis utilizadas manualmente são aproveitadas por artesãos em operações manuais, tais como corte, escarificação, forjamento, e muito mais. A data da invenção destes primeiros modelos de equipamentos é incerta. Alguns modelos foram encontrados no norte do Quênia em 1969, talvez com cerca de 2600 mil anos de idade, e os mais antigos podem permanecer ainda sem serem descobertos.

Martelo

Um martelo é uma peça desenhada para bater ou desferir golpes repetidos. O martelo manual é uma invenção antiga, e nenhum inventor foi nomeado.

Martelo pneumático

Charles Brady inventou o martelo pneumático (um equipamento que é impulsionado por ar comprimido) em 1890, mas patenteou a invenção somente em 28 de janeiro de 1894. Charles King apresentou duas de suas invenções em 1893, na Exposição Mundial de Columbia: um martelo pneumático para rebitagem e calafetagem e um feixe de freio de aço para carros de rua e de estrada de ferro.

Macaco hidráulico

Em 1851, o inventor Richard Dudgeon patenteou a invenção de um macaco hidráulico portátil, que se mostrou muito superior aos macacos de rosca em uso naquela época. Outras invenções foram atribuídas a Dudgeon, incluindo: tomadas de tração, tomadas de filtro prensa, martelos a vapor de forjamento, equipamentos de elevação de estrada de ferro, furadores hidráulicos, além de muitos tipos e tamanhos de macacos.

Ferramentas comuns, como chaves de fenda e de boca

Ferramentas comuns, como chaves de fenda e de boca

Serras

Serras são dispositivos de corte com uma tira fina de metal dentada em uma borda ou um disco de metal fino, com dentes na borda. Em 1777, Samuel Miller inventou a serra circular, na Inglaterra, um tipo de disco redondo de metal que cortava fiação e era usada manualmente ou montada sobre uma mesa. Grandes serras circulares encontram-se em moinhos e são utilizadas para produzir madeira cortada. Em 1813, Tabitha Babbitt (1784-1854) inventou a circular, sendo pela primeira vez utilizada em uma serraria.

Cabe lembra que as ferramentas são utilizadas para cortar, pregar, perfurar, polir, tratar, fixar, entre outras funções. Entre as ferramentas de corte mais comuns estão: serra abrasiva, lâmina, serra de fita, serra circular, broca, cortador de vidro, ralador, serra tico-tico, serrote de mão, faca, fresa, serra de esquadria, cortador de plasma, bisturi, tesoura e cortador de jato de água.

Entre os dispositivos abrasivos, podemos citar o cinzel, a lixadeira e a escareadora. Um cinzel (formão) possui uma aresta de corte caracteristicamente em forma de lâmina em sua extremidade para entalhar ou cortar um material duro, tais como madeira, pedra ou de metal. A haste e a lâmina de alguns tipos de cinzel são feitas de metal ou de madeira, com uma ponta afiada na mesma.

Alguns tipos de ferramentas básicas utilizadas nas indústrias.

Alguns tipos de ferramentas básicas utilizadas nas indústrias.

Em utilização, o cinzel é forçado para dentro do material a ser cortado. A força motriz pode ser aplicada manualmente ou aplicada utilizando uma marreta ou martelo. Em utilização industrial, um carneiro hidráulico empurra o cinzel para dentro do material a ser cortado.

A lixadeira manual é um dos instrumentos mais usados em marcenarias e carpintarias, mas muitas pessoas têm esse tipo de equipamento em casa, pois pode ser usado para lixar superfícies de madeira sem a menor dificuldade. As lixadeiras elétricas e pneumáticas também são comercializadas, sendo que cada modelo oferece um meio de funcionamento, mas ambos podem ser acionados com uso de baterias, se forem portáteis.

Cabe destacar que cada um dos dispositivos já mencionados, além da ampla gama de produtos disponíveis no mercado industrial, só funcionam bem se estiverem em pleno estado de conservação, e isto inclui medidas de manutenção e de reparos que podem ser corretivos (no caso de falhas inesperadas), ou preventivos, a fim de evitar a quebra de peças ou o desgaste natural que ocorre com o tempo de uso. A aplicação de lubrificantes é essencial em equipamentos de peças móveis, assim como amolar lâminas também é importante no caso de facas e instrumentos de corte.

Soluções de publicidade


Cadastre-se e receba notícias personalizadas



Google