Uma das principais características de um Data Center é a redundância. “Entendemos que um moderno Data Center deva ser concebido para atuar em nível 4 de confiabilidade, o que significa permitir que todos os procedimentos sejam realizados sem interrupção dos serviços, com índice de 99,999%, ou seja, possuir toda infra-estrutura necessária ao perfeito funcionamento de maneira duplamente segura”, destaca Edson Alves, diretor da Star Center Soluções, empresa responsável pela implantação do sistema de ar condicionado nos prédios Data Center e Utilidades da TIM Celulares, em Santo André, na região metropolitana de São Paulo.

A Star Center concluiu a obra no tempo recorde de 4 meses, com automação do sistema desenvolvida junto à WEG. De acordo com o engenheiro da WEG, Fabricio Krasovski, o sistema é de “expansão indireta”, composto basicamente por uma Central de Água Gelada instalada no edifício Utilidades, que beneficia os condicionadores de ar do Data Center, complementado por Sistemas de Ventilação/Exaustão, totalizando 2.800 TR; supervisão e monitoramento através de protocolo Modbus.

“A WEG forneceu a solução completa para a automação desse sistema, envolvendo mais de 100 motores, 54 inversores de freqüência monitorados por sistema supervisório, e geradores”, explica.

O sistema de ar condicionado foi concebido para possibilitar a implantação dos principais equipamentos por etapas. Em função das características de utilização dos ambientes foram instalados dois tipos de condicionadores de ar: os de alta precisão (MCUs) para atender às áreas críticas, e os convencionais (FCs), para as áreas de conforto. Os condicionadores destinados ao Data Center foram especificados com estágios de reaquecimento e umidificação, para um controle rígido de umidade. Como medida de segurança, em todas as áreas consideradas críticas foram instaladas unidades reservas.

Em todos os fan coils foram instalados inversores de freqüência para permitir a modulação da vazão de ar juntamente com as caixas VAV, de acordo com as necessidades da zona de ocupação. Também foram instalados inversores de freqüência em todas as bombas centrífugas secundárias e os chillers possuem compressores parafusos, com conceito de compressores múltiplos, para otimizar a eficiência em carga parcial e minimizar a corrente de partida.

Os fan coils nada mais são do que um conjunto de serpentinas (através da qual circula a água resfriada), um ventilador (responsável pela movimentação do ar a ser tratado) e um sistema de filtragem do ar.

O prêmio foi entregue no final de junho em São Paulo, e a Star Center contou com a presença de todos fornecedores envolvidos na obra da TIM. Além da WEG, a construtora Hochtief; a Carrier, fabricante dos chillers; a APC, fabricante dos condicionadores de ar; e a TROX, responsável pela difusão de ar, compareceram, além da Plan, empresa que gerenciou o projeto; e a projetista Contractors.

A Smacna, Associação técnico-científica sem fins lucrativos que desenvolve e difunde tecnologias avançadas em tratamento de ar, contribui para a capacitação profissional e participa dos processos de normatização há mais de 60 anos. Há mais de 10 anos a entidade criou o prêmio Destaques do Ano, que promove o reconhecimento nacional de trabalhos de engenharia térmica.

Autor(es): Marketing - WEG

facebook      twitter      google+

Automação Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Automação Industrial