Lançada em 2004, a broca de metal duro GigaDrill começou a ser fabricada no Brasil no final de 2005, quando a Mapal Bilz inaugurou sua fábrica de Curitiba (PR), dedicada exclusivamente a produção de ferramentas rotativas.

Com pouco mais de sete meses de mercado, a GigaDrill vem conquistando espaços importantes no mercado. Segundo o diretor Comercial José Eduardo Guimarães, "a GigaDrill trabalha com avanços de 0,7 a 1 mm por rotação, mais de duas vezes a média das demais ferramentas do mercados ", diz. "É a broca de melhor performance do mercado, hoje", garante.

Esse desempenho é obtido graças ao design e à geometria da broca, que têm quatro arestas de corte e quatro guias. Enquanto as quatro facas permitem avanços rápidos, as quatro guias proporcionam a produção de furos homogêneos, com concentricidade menor que 4 μ, praticamente acabados, com qualidade IT7, IT8, eliminando em muitos casos operações de acabamento. "Essa é uma inovação que a Mapal trouxe dos alargadores Mapal com lamina e guias para as brocas", explica.

De acordo com o diretor, outro destaque é que a broca permite a manutenção das velocidades de corte ao mesmo tempo em que se aumentam os avanços. "Isso sem comprometer a vida útil da ferramenta, que se mantém igual ou até superior às brocas convencionais".

A GigaDrill é voltada basicamente para operações com ferros fundidos - nodular, cinzento e vermicular -, mas também pode ser aplicado em alumínio. Os principais consumidores são as montadoras e autopeças. Como standard, está disponível nos tamanhos de 6 a 20 mm e em qualquer dimensão para fabricação especial.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos