A Randon S.A - Implementos e Participações, holding das Empresas Randon, de Caxias do Sul (RS), anunciou no último dia 8 de agosto, plano de expansão envolvendo investimentos totais da ordem de R$ 800 milhões. Os investimentos vêm sendo realizados desde 2005, e se desenvolverão de acordo com o resultado dos estudos de viabilidade de cada projeto, das aprovações das fontes adicionais de recursos e da própria conjuntura econômica. Desse total, R$ 100 milhões foram investidos em 2005. Em 2006, é previsto investimento de R$ 150 milhões, dos quais R$ 63 milhões já foram realizados no primeiro semestre.

Serão contempladas as empresas Fras-le, Master, Jost, Suspensys, Randon Implementos e Randon Veículos) e serão aplicados em diversas áreas. Além do capital de giro adicional, contemplarão, manutenção/reposição de ativos e expansão das unidades fabris, cuja capacidade de produção total poderá passar de 20.000 para 36.000 reboques/semi-reboques por ano, envolvendo tanto o segmento de montadora como o de autopeças. As aplicações também contemplarão a modernização das Empresas Randon, onde serão beneficiados os programas de tecnologia, inovação e meio ambiente e, ainda, serão destinados recursos para processos de integração da cadeia de suprimentos, através da instalação de uma linha de desbobinamento e corte de aço, bem como de uma fundição.

Os recursos são oriundos de receitas próprias e de terceiros, captados junto a instituições governamentais ou multilaterais de crédito e fomento, como BNDES, IFC e FINEP e, ainda, recursos incentivados, como é o caso do Fundo Operação Empresa (Fundopem-RS).

Uma vez maturado integralmente o Plano, dentro de uma perspectiva positiva de crescimento da economia brasileira e internacional, poderão ser criados 2.146 novos postos de trabalho até 2009. Deste total, 481 foram gerados em 2005 e 212 em 2006, até agora. Se persistirem as condições econômico-financeiras favoráveis para o País, o investimento das Empresas Randon refletirá diretamente no volume de impostos gerados, que poderá totalizar R$ 216,7 milhões incrementais até 2009. Isto será conseqüência direta do desempenho da Companhia, que projeta atingir uma receita bruta total da ordem de R$ 4,5 bilhões no final do período.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia