A Bosch Rexroth inaugurou na semana passada uma novada unidade fabril em Pomerode (SC), com mais do que o dobro de área construída da fábrica anterior. Com investimento de 40 milhões de euros, a unidade irá quadruplicar a capacidade de produção de componentes hidráulicos até 2008 e ampliar as exportações para 20% do faturamento, em 2006, chegando a 30% em dois anos.

Manfred Al-Kayal, diretor geral da empresa no Brasil, informa que a ampliação da capacidade fabril foi motivada pelo crescimento do volume de vendas do mercado doméstico na área hidráulica. Além disso, a fábrica brasileira tem como meta ampliar a exportação para os EUA, América Latina e Europa. "Até o ano passado, nossas exportações eram inexpressivas, mas já em 2006 devem representar perto de 20% do faturamento da empresa. Com a produção ampliada, a previsão é que este volume aumente para 30% até 2008", afirma.

O investimento irá gerar também novos postos de trabalho na região. Em 2005, foram contratados 150 funcionários. Entre 2006 e 2008 está prevista a geração de mais 250 postos de trabalho. Em 2005 a Rexroth Brasil faturou cerca de R$ 200 milhões. "Levando em consideração a ampliação da empresa, nosso faturamento este ano deve crescer em torno de 30%."

NOVAS INSTALAÇÕES - A nova fábrica ocupa área construída de 25.000 m², espaço 160% maior que as antigas instalações. Além do incremento na produção das linhas já existentes (válvulas, blocos e unidades hidráulicas), a ampliação possibilitará a produção de novos itens, como motores radiais, bombas axiais e válvulas load sensing - voltadas para a economia de combustível em tratores. A princípio, alguns produtos virão para o Brasil em CKD (desmontados) e serão montados aqui, mas a empresa planeja certificar fornecedores nacionais.

Os principais clientes da Rexroth no Brasil estão divididos entre clientes finais e fabricantes de máquinas. Entre os fabricantes, os maiores clientes são das linhas de produção de máquinas-ferramentas, plásticos, máquinas agrícolas e de construção civil. No segmento de clientes finais, destacam-se empresas das áreas de siderurgia e geração de energia.

"Com a nova fábrica em Pomerode, continuamos a ampliação de produção do grupo mundialmente", diz Reiner Leipold-Büttner, vice-presidente de Engenharia e Produção da Bosch Rexroth AG, informando que o grupo está ampliando a capacidade produtiva na Ásia, Europa e na América. Até recentemente a produção do grupo estava muito concentrada na Europa, principalmente Alemanha, França e Escócia. Nos últimos três anos, a fábrica da China foi ampliada para atender à demanda da Ásia; foi instalada uma fábrica na Turquia, para reforçar a produção na Europa e a brasileira foi ampliada, para atender a demandas nas Américas.

No Brasil há mais de 40 anos, a Rexroth - além da fábrica em Pomerode - mantém sua sede e uma fábrica em Atibaia (SP), que recentemente recebeu novos investimentos e está concentrando a produção de cilidnros. Atualmente a Rexroth emprega no Brasil cerca de 720 colaboradores, sendo cerca de 460 locados em Pomerode.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas