Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Rússia forma gigante mundial em alumínio

Mais notícias relacionadas a comércio internacional:

Taiwan: mercado promissor de produtos siderúrgicos
Cenário dos laminados planos é dominado pela China Steel Corporation (CSC), única empresa com usinas ...


O que são exportações invisíveis
Também conhecidas como exportações intangíveis, incluem pagamentos, licenciamento e repatriação de lucros entre empresas.


Camex anuncia redução de imposto de importação até 2014
Máquinas e bens de informática não produzidos no Brasil


A maior empresa produtora de alumínio da Rússia, a Rusal, vai adquirir sua maior concorrente, a Sual, e os ativos de alumínio da Glencore para criar a líder mundial do setor, disseram ontem à Reuters duas fontes próximas ao negócio. A transação, que deve ser finalizada em outubro e criará uma companhia com valor de aproximadamente US$ 30 bilhões, vai confirmar o renascimento da Rússia como uma potência mundial em energia e commodities estratégicas após seu colapso econômico pós-soviético.

“A nova companhia será a maior produtora de alumínio do mundo, com produção de 4 milhões de toneladas por ano, e também será a maior produtora de alumina, com produção de 11 milhões de toneladas”, informou uma fonte. Rusal, Sual e a suíça Glencore preferiram não comentar o assunto. A Rusal é a terceira maior produtora de alumínio do mundo atrás da Alcoa, dos EUA, e da Alcan, do Canadá. O Financial Times estimou o valor do acordo em US$ 30 bilhões e afirmou que a companhia combinada será presidida por Brian Gilbertson, presidente da Sual, e dirigida por Alexander Bulygin, que é presidente-executivo da Rusal. Fontes no setor bancário disseram à Reuters que o UBS e o JP Morgan estão assessorando o acordo. Os bancos não quiseram comentar a informação.

A Rusal produziu 2,8 milhões de toneladas do metal no ano passado, enquanto a Sual produziu 1,1 milhão de toneladas. A Rusal afirmou que planeja elevar a produção para 5 milhões de toneladas até 2013 e a Sual quer atingir 2,2 milhões de toneladas até 2012. Segundo o acordo, a Rusal ficará com 64,5% da nova companhia, a Sual deterá 21,5%, e a Glencore, 14%.

Reuters - Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a comércio internacional:

Importação de produtos químicos da Índia

A indústria química indiana está em franca expansão. O setor proporciona hoje um grande volume de negócios dentro e fora do país. Produtos químicos ...
Pesquisa mostra recuperação da indústria chinesa

A produção industrial na China melhorou neste mês de outubro, dando sinais de que uma recuperação pode estar tomando forma depois de uma queda acentuada da segunda ...
Definição de certificado de origem

O certificado de origem é um documento importante no comércio internacional que atesta que os bens em um embarque de exportação específico são inteiramente obtidos, produzidos, fabricados ...
Diferença entre marca de serviço e marca registrada

Se você fabrica um produto ou oferece um serviço, provavelmente quer que sua empresa tenha uma identidade única para permitir que seus clientes saibam a origem do produto ou ...
Modelos de comércio internacional

Modelos de comércio internacional têm sua origem na teoria da vantagem absoluta apresentada por Adam Smith, que demonstrou que era benéfico para um país se especializar ...
Déficit em químicos alcança US$ 12,0 bi no primeiro semestre

As importações brasileiras de produtos químicos totalizaram mais de US$ 19,4 bilhões no primeiro semestre de 2012, enquanto as exportações somaram US$ 7,4 bilh ...
China pretende criar zona de conversão da moeda

A China planeja criar uma zona especial para experimentar com a convertibilidade da moeda em Shenzhen (foto), cidade em que introduziu as principais reformas econômicas há três d ...

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google