A Alcoa assinou nesta segunda-feira uma carta de entendimento pela qual construirá juntamente com o governo de Trinidad e Tobago um fundidor de alumínio ecologicamente correto dentro de um projeto orçado em US$ 1 bilhão. O novo fundidor utilizará a energia produzida pelos campos de gás natural do país, que será convertida em eletricidade de baixo custo para o próprio fundidor e para o operador do sistema elétrico nacional. A expectativa é de que os dois anos de construção do fundidor empregue 575 pessoas diretamente e ao menos três vezes mais indiretamente.

Autor(es): Valor

facebook      twitter      google+

Responsabilidade Social
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Responsabilidade Social