A SPI Integração de Sistemas passa a incorporar os robôs da Fanuc Robotics em seus projetos de automação industrial. Pelo contrato, a SPI vai fornecer serviços de engenharia, desenvolvimento de hardware e software para sistemas robotizados, na América do Sul. O acordo abrange as atividades onde a SPI tem tradicional especialização, como solda a ponto, solda arco, paletização e movimentação de materiais. Na aplicação, os robôs requerem o desenvolvimento de ferramental e programação específicos para cada uma delas.

A parceria complementa as áreas de atuação das duas empresas. Um dos principais fabricantes mundiais de robôs, a Fanuc vem ampliando sua presença comercial no Brasil e países vizinhos, e necessita de parceiros em engenharia de automação para a instalação de seus produtos. Utilizados inicialmente apenas pelas montadoras de automóveis, os robôs vêm ganhando espaço em outras indústrias, como a de componentes para eletrodomésticos, de bens de consumo ou química, com crescente aplicação no manuseio de materiais.

A SPI, por sua vez, conta com larga experiência no desenvolvimento e implantação de sistemas de automação industrial, conquistada através do trabalho conjunto com vários fornecedores internacionais. "O contrato consolida um relacionamento comercial que já mantínhamos com a Fanuc e abre caminho para aumentar a participação da SPI no mercado sul-americano”, observa Leonardo Sampaio, diretor da SPI. Para tanto, a empresa está investindo no treinamento, no Brasil e nos EUA, de equipe formada por técnicos da área comercial, de engenharia de aplicação, e de programação de software.

“Para ampliar nosso crescimento, o papel do integrador especializado é muito importante, pois complementa o foco do nosso negócio” afirma José Teixeira, gerente geral da Fanuc Robotics.

De acordo com Sampaio, o crescimento da SPI nos últimos anos tem se caracterizado pelo trabalho conjunto com fornecedores de vários tipos de tecnologias que participam de projetos de automação industrial. Essas companhias atuam no mercado mundial com equipamentos e sistemas de ponta, e têm na integradora um aliado qualificado para a implantação e operação de seus produtos. A relação inclui áreas de inovação, com tecnologias emergentes que começam agora a ser introduzidas no país, como os sistemas de RFID (Radiofrequency Identification), redes industriais wireless, e softwares para integração entre sistemas de gestão e o chão-de-fábrica.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Automação Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Automação Industrial