A Arteb, empresa genuinamente brasileira e que está completando 70 anos, acaba de fechar acordo com a GM dos EUA para exportar faróis para veículos GMT (modelo Silverado) e GMC 800. Para atender este novo contrato, a Arteb inaugurou uma célula especial de exportação. A empresa irá fornecer 600 mil unidades/ano, o que representa faturamento em torno de US$ 6 milhões/ ano. Atualmente as exportações da Arteb representam 15% do seu faturamento. A empresa tem como meta dobrar esse número nos próximos dois anos, com as exportações representando 30% do faturamento.

Para ganhar a concorrência mundial - que foi disputada por renomadas empresas onde a GM atua -, a Arteb contou com três fatores importantes: qualidade do produto, competitividade e bom entendimento na área trabalhista (confiança entre empregador e empregado). Tais características também foram fundamentais para a Arteb se manter há mais de 20 anos líder no mercado nacional de sistemas de iluminação automotiva. A empresa também lidera o fornecimento às montadoras, com 51% de participação em faróis e 42% em lanternas.

De 1998 até hoje, a Arteb apresentou crescimento de 147,3%. Tal avanço é fruto de investimento, realizado no decorrer dos últimos seis anos, de US$ 100 milhões em tecnologia e processos. Com isso, a Unidade de Negócios Centro de Tecnologia tornou-se referência no desenvolvimento de sistemas de iluminação, conquistando o mesmo nível de excelência de seus principais concorrentes mundiais. A equipe formada por 130 engenheiros e técnicos especializados dedica-se a criar e viabilizar tecnologias para colocar no mercado produtos com design, material e engenharia de vanguarda.

A Arteb é certificada pelo ISO/TS 16949:2002, específica para o setor automotivo. A Unidade de Gravataí também possui a certificação ISO 14000, que confirma a adequação da empresa às normas de gestão ambiental. Na Unidade de São Bernardo do Campo, o laboratório homologado pelo Inmetro, em que são realizados testes de durabilidade, resistência, vedação, fotometria, entre outros, é certificado pela ISO 9002, QS-9000, EAQF (francesa) e VDA (alemã).

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas