Nos últimos quatro anos, a GKN do Brasil investiu cerca de R$ 160 milhões nas duas unidades que mantém no Rio Grande do Sul, em Porto Alegre e Charqueadas. Na semana passada, durante homenagem que prestou ao governo Germano Rigotto, pelo apoio prestado a seus planos de expansão, a empresa informou que está ampliando empresa está ampliando nas plantas gaúchas a capacidade de produção de semi-eixos homocinéticos (SEH), juntas fixas e juntas deslizantes para veículos.

Serão oferecidos 232 novos empregos em Porto Alegre e 39 em Charqueadas. As duas unidades empregam hoje 1,5 mil pessoas. Além de construir novas áreas industriais em ambos, a GKN vai aprimorar a tecnologia que utiliza, com a aquisição de novos equipamentos.

A unidade de Porto Alegre - que fornece autopeças a todas as montadoras instaladas no Brasil - é a mais produtiva e mais premiada entre as 41 plantas mantidas pela empresa em 39 países. Do total de veículos em circulação no Brasil, 83% possuem semi-eixos com o selo GKN. Entre eles, estão os modelos Hilux e Corola. “É da maior importância que a GKN esteja fazendo novos investimentos no Rio Grande no momento em que o Estado tenta atrair mais uma indústria do setor automotivo, a Toyota”, disse Rigotto.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Responsabilidade Social
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Responsabilidade Social