As acções da siderúrgica britânica Corus dispararam nesta sexta-feira na Bolsa de Londres, devido aos rumores de um aumento da oferta de compra por parte da indiana Tata Steel.

Rita Paz com AFP

As acções da Corus chegaram aos 549,5 pences, o que a valoriza em 5,2 mil milhões de libras.

A imprensa indiana afirma que a Tata Steel pode aumentar a sua oferta, em duas fases, até 550 pences por acção. No entanto, o grupo indiano está também à espera da reacção do seu concorrente, a brasileira CSN.

O “The Economic Times” considera que a direcção da Tata Steel pode ir até 600 pences por acção.

A oferta mais recente aceite pela Corus é a da CSN, de 5,8 mil milhões de libras - dívida incluída -, ou seja, 515 pences por acção.

A Corus tinha aprovado uma oferta da Tata Steel por 5,6 mil milhões de libras, também com dívida incluída, a 500 pences por acção.

Uma oferta de 550 pences - incluída a dívida de 900 milhões de libras - obrigaria a Tata Steel a pôr na mesa 6,1 mil milhões de libras. Uma oferta de 600 pences supõe o pagamento total de 6,6 mil milhões.

O órgão regulador britânico de fusões e aquisições deu até 30 de Janeiro para que Tata Steel e a CSN aumentem as suas propostas pela Corus.

Uma fusão entre a Corus e um dos seus pretendentes criará o quinto ou sexto grupo mundial de aço, com uma produção de 25 milhões de toneladas por ano.

Autor(es): Diário Econômico

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia