Desde o início de janeiro está em fase-piloto, num centro de usinagem da Tupy Fundições, o MONITORmatics, sistema de monitoramento de processos industriais de fabricação. Instalado na máquina, o sistema reporta o comportamento dos processos de usinagem ali realizados. O sistema estabelece em tempo real o estado da ferramenta de corte e previne quebras. O objetivo do sistema é reduzir os tempos de parada de máquina para manutenção sejam reduzidos a um mínimo.

Segundo a Brasilmatics, de Joinville (SC), o sistema é resultado de duas teses de doutorado defendidas na Escola Politécnica da USP pelo lado brasileiro e na Escola Politécnica de Madrid pelo lado espanhol. "Já é um dos um grandes cases de transferência de tecnologia da indústria metal-mecânica no ano de 2007", segundo a empresa.

As teses baseavam-se em dados tecnológicos do processo e no processamento de sinais obtidos por meio de sensores conectados ao sistema produtivo. A integração das informações era realizada por meio de algoritmos de inteligência artificial. A Brasilmatics conseguiu tornar o sistema mais eficiente e extremamente robusto para que fosse implantado no meio industrial.

Além da equipe da Tupy, participam como parceiros nesse projeto a National Instruments e a GE-Fanuc como fornecedores das plataformas. Num futuro próximo o mesmo sistema incorporará módulos para a gestão da manutenção e interfaces gráficas que permitirão o acompanhamento do meio produtivo de maneira pontual. Tudo em tempo real. "É o sistema que promete revolucionar o conceito de controle e monitoramento de processos produtivos", segundo a Brasilmatic.

Instalada na incubadora MIDIville, ligada ao Senai, a Brasilmatics foi criada em maio de 2006 para atuar nas áreas de Engenharia Industrial, Automação Industrial e Tecnologia da Informação. Oferece serviços de dimensionamento e layout de sistemas produtivos, projetos e implantação de linhas produtivas, projetos e instalação de manipuladores, robôs e equipamentos industriais. Além disso, a Brasilmatics desenvolve sistemas para a integração do chão-de-fábrica por meio da tecnologia da informação, monitoramento, controle e supervisão dos processos produtivos, baseados em algoritmos de inteligência artificial.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Automação Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Automação Industrial