A Brasmetal Waelzholz (BW) vai investir R$ 200 milhões até o final de 2008 para ampliar a produção de tiras de aços especiais laminadas a frio. A empresa de Diadema (SP) pretende atender à demanda crescente da indústria automobilística. Segundo a BW, o investimento irá evitar a falta de matéria-prima para fabricantes de automóveis e de autopeças, os principais consumidores de seus produtos.

Os recursos serão investidos na expansão e modernização das atuais instalações industriais e ao desenvolvimento de produtos e tecnologia. Segundo a empresa, o constante aumento de encomendas pela indústria levou a empresa à decisão de ampliar a produção: “Já estamos entre os líderes no setor de laminação de aços especiais no Brasil. Esse projeto de expansão dará tranqüilidade aos nossos clientes quanto à garantia de fornecimento e desenvolvimento de produtos e aplicações na qualidade, quantidades e prazos requeridos", afirma o diretor-presidente, Piero Abbondi.

A BW produz aços especiais nas mais diversas qualidades, com características metalúrgicas, dimensionais e acabamentos de superfície específicos para cada aplicação. O mercado nacional absorve 90% da produção, os 10% restantes são exportados para diversos países. A indústria automobilística responde por 50% - 60% das vendas da BW, com aplicações em rolamentos, embreagens, cintos de segurança, bancos, limpadores de parabrisa e outras peças. O restante é aplicado em equipamentos elétricos, eletrônicos e industriais, motocicletas, ferragens, ferramentas, cutelaria e calçados, entre outros.

Abbondi informa que a BW já investe em pesquisa e, com a ampliação, pretende também aumentar os recursos para o desenvolvimento de novos processos e produtos: "Graças ao constante apoio tecnológico de nosso parceiro alemão e à cooperação com instituições como a Escola Politécnica da USP, a Unicamp e o IPT, conseguimos ampliar a gama de novas aplicações e produtos e melhorar o processo de fabricação, elevando consideravelmente o índice de qualidade e confiabilidade."

Implantada há 34 anos, a BW é resultado de uma joint-venture entre os grupos empresariais Souto Vidigal, do Brasil, e C. D. Waelzholz (CDW), um grupo alemão com mais de 178 anos de experiência em laminação de aços especiais. Com sede em Hagen, a CDW tem tecnologia de ponta e possui unidades na Alemanha, França, Áustria, Estados Unidos, China e Brasil. Um dos principais contribuintes do município de Diadema, a BW emprega quase 600 funcionários.

A ampliação da fábrica será concluída em 2009 e garantirá novos empregos diretos e indiretos. O empreendimento funciona numa área de 75 mil m². Recentemente, a empresa adquiriu terreno de 24 mil m², ao lado da atual unidade.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas