Montante será destinado à expansão de capacidade de produção da empresa, principalmente áreas de fundição, estamparia e na nova fábrica de hidrogeradores. Estimativa de crescimento de receita bruta é de cerca de 20%.

A WEG pretende investir R$ 520 milhões na ampliação e modernização de parques fabris em 2008. Os investimentos abrangerão 3 unidades de Santa Catarina (Jaraguá do Sul, Blumenau e Itajaí), São Bernardo do Campo/SP, Portugal, México e China.

O destaque fica por conta da expansão da capacidade de fundição, com o início da construção do novo parque metalúrgico; a expansão da capacidade de estamparia e da nova fábrica de hidrogeradores.

O aumento da capacidade de produção deverá refletir no faturamento da empresa no final de 2008. "Nossa expectativa de crescimento é de 20% na Receita Bruta", afirma Harry Schmelzer Jr., que assume a presidência da companhia no dia 1º de janeiro.

As projeções partem da premissa que o PIB brasileiro deverá apresentar taxa de crescimento de 4,3% e o produto mundial 4,4% ao longo do próximo ano, considerando, ainda, que a taxa de média de câmbio ao longo de 2008 se manterá nos patamares próximos aos de 2007.

O programa de investimentos deverá ser financiado através do reinvestimento da geração interna de caixa e financiamentos com agências de desenvolvimento, como BNDES.

"Para os mercados onde atuamos, acreditamos na continuidade das tendências observadas ao longo dos últimos anos, como a crescente importância da eficiência energética como fator de aumento da demanda pelos nossos produtos e a necessidade de investimentos contínuos em geração, transmissão e distribuição de energia elétrica no Brasil e em outros países onde já possuímos presença", continua. Estas são tendências de longo prazo e que deverão permanecer como fontes de oportunidades de crescimento e desenvolvimento.

"Ao mesmo tempo, mantemos nossa estratégia de contínua elevação do conteúdo tecnológico agregado aos nossos produtos. Acreditamos que poderemos fortalecer nossa posição competitiva através de ganhos adicionais de participação de mercado, principalmente no exterior", completa Alidor Lueders, diretor de Relações com Investidores.

Autor(es): Divulgação WEG

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas