Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

RN exporta minério para china

Mais notícias relacionadas a empresas:

Golden apresenta lâmpadas com elevado fator de potência
Linha possibilita usar luz fluorescente em locais grandes com pé direito alto, oferecendo ótima iluminação.


Banco do Brasil facilita compra de equipamentos
BB Crédito Empresa serve para companhias que faturam até R$ 90 milhões anualmente


Honda Brasil investe em energia eólica
Novo parque de energia irá suprir toda a demanda da fábrica de Sumaré (SP) e ...


A exploração do minério de ferro em jazidas localizadas no Rio Grande do Norte está tomando nova dimensão com a sociedade firmada entre a Mhag Mineração e a Noble, empresa multinacional com sede em Hong Kong e atuação em 92 países. Depois da parceria formalizada em julho do ano passado, o grupo está finalizando estudos para aumentar a produção média atual de 30 mil toneladas para 2 milhões de toneladas/mês, nos próximos quatro anos, o que exigirá investimento de 2 bilhões de dólares na implantação de infra-estrutura e aquisição de novas tecnologias. A governadora Wilma de Faria assegurou apoio aos investidores, a quem recebeu em audiência na manhã de ontem.

Durante o encontro, o vice-presidente da Noble, Harry Banga, e o presidente da Mhag, Pio Egídio Sacchi, acompanhados de outros diretores do consórcio, expuseram à governadora Wilma de Faria o plano de expansão do empreendimento, que prevê, entre outras medidas, a construção de um terminal graneleiro no litoral de Porto de Mangue, a implantação de uma ferrovia e de um minerioduto para transportar o ferro extraído da Mina do Bonito, em Jucurutu, e de outras jazidas da região, até o terminal portuário, além de duas unidades de processamento, em Jucurutu e Porto do Mangue.

Apoio

Os empresários pediram apoio da governadora na agilização das licenças ambientais e em gestões junto ao governo federal para garantir a autorização para a construção da ferrovia e terminal, por onde o minério será exportado para países do Oriente Médio e Extremo Oriente.

É um investimento que vai gerar desenvolvimento e melhorar a situação econômica do Rio Grande do Norte, por isso temos todo o interesse de contribuir com esse negócioö, afirmou a governadora, prontificando-se a facilitar o contato do grupo empresarial com as autoridades federais. Wilma de Faria ressaltou o investimento que o governo está realizando em infra-estrutura viária, o que tem beneficiado o empreendimento, inclusive com a construção da ponte sobre rio Piranhas, em Jucurutu.

Utilizando-se da ajuda de um tradutor, Harry Banga deixou claro que os projetos citados devem ser concluídos nos próximos seis meses, prevendo que o aporte de recursos previsto no investimento possa ser iniciado já no final desse ano. O empresário Pio Sacchi esclareceu que o projeto é irreversível, destacando mais um ponto que favorece o Rio Grande do Norte entre seus concorrentes: a distância entre as jazidas de Jucurutu e o terminal a ser construído para exportar o produto é de apenas 125 KM, enquanto que nos outros centros produtores do país a menor distância verificada é de 500 KM. Adiantou ainda que, além de Jucurutu, a empresa está analisando novas reservas do minério em Cruzeta, Ipueira, Serra Negra e São João do Sabugi.

Os empreendedores convidaram a governadora Wilma de Faria para visitar os países que estão adquirindo o minério de ferro do Rio Grande do Norte, como Hong Hong e China, e conhecer a utilização que as siderúrgicas estão dando ao produto. A viagem ficou prevista para abril. A Mhag já investiu cerca de R$ 20 milhões para viabilizar a extração de ferro na Mina do Bonito, de onde já exportou 450 mil toneladas pelo porto de Suape, em Pernambuco, já que o de Natal não tem calado suficiente para atender suas necessidades. O empreendimento está gerando hoje cerca de 250 empregos diretos, mas a estimativa é de que o número de empregos chegue a 1.800 no auge da produção.

Diário de Natal

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a empresas:

O que é espionagem industrial

A espionagem industrial é uma tentativa de obter acesso a informações sobre planos da empresa, produtos, clientes ou segredos comerciais. Na maioria dos casos, tal conduta, especialmente quando se trata ...
Minério de ferro e ouro impulsionarão lucro da Vale

O avanço no preço do minério de ferro, que cresceu aproximadamente 23% até março, na comparação com o quarto trimestre de 2012, e o acordo ...
Kia Motors faz recall no Brasil

No dia 1º de maio, tem início o recall dos carros modelos Soul, Carens, Carnival e Sorrento (anos 2007 e 2008) e Sorento (2009 a 2011), da montadora Kia ...
Agrale apresenta caminhões na Agrishow 2013

A Agrale apresenta na Agrishow 2013 dois modelos da sua linha de caminhões, o Agrale 8700 e o 14000. A feira acontece entre os dias 29 de abril e ...
Klüber Lubrication investe na gestão do conhecimento

A subsidiária da América Latina da Klüber Lubrication, especializada em soluções com lubrificantes especiais, definiu a gestão do conhecimento como um dos principais pontos da ...
Fiat ultrapassa 5 milhões de carros flex feitos no Brasil

A Fiat ultrapassou nesta semana a marca de 5 milhões de automóveis e comerciais leves produzidos com a tecnologia Flex Fuel. Atualmente, 99% dos veículos produzidos para ...
Bener Presses lança máquina de corte laser por fibra ótica

Na Feimafe 2013, o Grupo Bener apresentará a máquina de corte laser por fibra óptica modelo BLS-F 3015/2000, da Baykal, fabricante turca representada exclusivamente desde 2011 no Brasil ...

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google