A fábrica da Iscar do Brasil, em Vinhedo (SP), será ampliada. Além de aumentar a capacidade de produção de ferramentas especiais, a planta ganhará mais uma unidade para a produção de ferramentas de PCD. A novidade foi anunciada por Jacob Harpaz, presidente mundial da Iscar, que esteve no Brasil na semana passada para a apresentação da nova linha Sumo Tec para clientes, em eventos realizados em São Paulo e Curitiba.

Jorge Jerônimo, diretor de Operações da Iscar do Brasil, informa que os próximos dois meses serão dedicados a estudos, mas que dentro de um ano, no máximo, a planta já estará produzindo ferramentas de PCD. A tecnologia utilizada será a IT.TE.DI, da Itália, que também pertence ao grupo IMC.

Jerônimo avalia que serão necessários cerca de US$ 2 milhões em máquinas e equipamentos para dar início à produção da nova linha, que irá atender principalmente os setores automotivo e aeronáutico, onde cresce sensivelmente a usinagem de alumínio. Segundo a Iscar, a usinagem de alumínio vem crescendo em todo o mundo, mas especialmente no Brasil, Índia e China. Em 2002, Europa, Japão e Nafta respondiam por 91% do consumo mundial de PCD. Passados cinco anos, Brasil (7%), Índia e China já representam 24% do consumo mundial.

"O alumínio está ganhando espaço no setor automotivo, já que as montadoras estão buscando reduzir o peso dos veículos, visando o menor consumo de combustíveis", lembra Jerônimo. "Até recentemente praticamente todos os motores e cabeçotes produzidos no Brasil eram de ferro fundido. Mas já é visível que o Brasil também está se voltando para o alumínio".

FERRAMENTAS ESPECIAIS - O diretor conta que também foram liberados pela matriz recursos num total de US$ 1,5 milhão, que envolvem a área de logística e a ampliação da capacidade em ferramentas especiais. "Já no segundo trimestre duas novas máquinas entrarão em operação. Uma terceira deve ser entregue no segundo semestre", informa.

Para Jerônimo, esses investimentos devem acelerar o processo da filial de alcançar a meta de até 2010 alcançar a liderança do mercado brasileiro. "O Grupo IMC acredita no crescimento do Brasil, tanto que escolheu o País para dar início a sua campanha mundial de lançamento da linha Sumo Tec", conclui.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica