"A tecnologia é uma ferramenta de domínio mundial, o diferencial está na forma com que ela é utilizada ou... sub-utilizada pelas empresas". Com essa frase, o palestrante Silvio Bauco, supervisor de processos da Sandvik Coromant, resume sua apresentação no 4º Seminário de Soluções e Tecnologia da FMU.

Ele afirma que a maioria das empresas pode adquirir evoluídas tecnologias, mas o que vai fazer diferença no momento da operacionalização do equipamento é a qualificação, o conhecimento técnico do profissional que está utilizando a máquina.

Para Sílvio, as empresas brasileiras precisam perceber que a formação de sua equipe é um investimento e não um gasto. Para o supervisor, o costume das empresas nacionais é de investir na máquina, ao invés de investir no ser humano.

Ele ainda comenta que o Brasil possui excelente qualidade em seus produtos e preços extremamente competitivos, mas a maior dificuldade das empresas nacionais é o curto prazo de entrega exigido pelas grandes empresas nacionais e multinacionais.

A sugestão do palestrante para solucionar este problema é investir na qualificação dos profissionais para que eles possam utilizar, da melhor maneira possível, os equipamentos disponíveis no mercado e até mesmo disponíveis em suas próprias empresas.

Autor(es): Assessoria da Markt Events

facebook      twitter      google+

Feiras & Eventos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Feiras & Eventos