A novidade da Index na Feira da Mecânica era a mais recente máquina fabricada pela empresa no Brasil, o torno G200. No final de 2007, a Index decidiu nacionalizar esse modelo, o segundo mais vendido da empresa no mundo, que acumula mais de 2 mil unidades comercializadas em todo o mundo. "Sentimos que o mercado brasileiro estava solicitando uma máquina com fuso e contrafuso", explica Nivaldo Cabello, da Engenharia de Vendas da Index.

A principal vantagem deste recurso é possibilitar a usinagem completa de peças (de média complexidade) em uma só fixação, "o que aumenta a garantia do processo cliente". Segundo Cabello, a máquina é ideal para a produção seriada de peças.

O engenheiro explica que o G200 é um centro de torneamento/fresamento com fuso e contrafuso (com potência de 20 kW e 13 kW, respectivamente, a 100% ED). É equipado com dois cabeçotes-revolveres com 14 ferramentas cada, todas acionadas. Tem 6 mil rpm e eixo C nos dois fusos; 30 m de avanço no eixco Z, portal para descarga de peças no contrafuso e pode trabalhar com alimentador de barras ou com peças forjadas ou fundidas.

Segundo Cabello, a máquina gerou bastante interesse dos visitantes da feira. "Trata-se de um novo conceito de máquina para a maioria das empresas", explica. A Index espera comercializar de 8 a 10 do G200 ainda em 2008.

Em seu estande, a Index apresentou outras quatro máquinas, incluindo um G200 importado, equipada com recursos para a produção de peças de alta complexidade. Mostrou também dois tornos monofusos, o MC 400 e o MC 200 (este com o novo CNC Siemens 802) e um torno de cabeçote móvel Traub TNL-12.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos