A Samarco Mineração e a Mercotubos anunciaram, ontem, uma parceria para o fornecimento de tubos de aço carbono para a construção de um mineroduto. A obra faz parte do Projeto Terceira Pelotização, que pretende ampliar a capacidade produtiva da mineradora em 54%, passando dos atuais 14 milhões de toneladas de pelotas por ano para 21,6 milhões de toneladas.

Além do duto, com cerca de 400 quilômetros de extensão, o projeto inclui uma nova usina de concentração em Germano (MG), e a terceira usina de pelotização em Ubu (ES). A Samarco já possui o maior mineroduto do mundo, com 396 km, de Minas Gerais ao Espírito Santo.

Os investimentos para a terceira planta de pelotização da Samarco estão orçados em US$ 1,183 bilhão de investimentos por parte dos acionistas Vale e BHP Billiton. Os recursos contemplam a ampliação dos equipamentos e instalações de infra-estrutura das áreas de mineração, estocagem e embarque de produtos. A Mercotubos iniciou suas atividades no segmento de tubos de aço, em 2000, quando consolidou uma aliança com a V&M do Brasil, produtora de tubos de aço sem costura. Em 2006, expandiu seu portfólio ao selar acordo com a TenarisConfab, fabricante multinacional de tubos de aço com costura de grande diâmetro.

Segundo a empresa, estas parcerias concederam à Mercotubos uma posição de referência no setor.

O projeto mais recente da empresa é a Unidade Centro Empresarial Dom Pedro, com 163 mil m² e capacidade produtiva de 200 toneladas ao mês.

Autor(es): DCI

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia