A Lupatech comunicou na semana passada a assinatura de memorando de entendimento para a aquisição integral da Tecval S.A. Válvulas Industriais, pelo montante aproximado de R$ 61,7 milhões. As válvulas produzidas pela Tecval irão complementar a linha de produtos da Lupatech para os segmentos Óleo & Gás e Flowe, após a conclusão da aquisição, ampliarão para 70% do total de tipos de válvulas ofertadas ao mercado, sem sobreposição aos atuais.

Fundada em 1974, a Tecval é especializada na fabricação de válvulas industriais tipo gaveta, globo e retenção e esfera forjada para os segmentos de óleo e gás, petroquímico, químico, papel e celulose, mineração, nuclear, entre outros. Instalada em Iperó (SP), em área industrial de 12.300 m² dentro de um parque industrial de 20.800 m², conta com cerca de 300 colaboradores, que juntamente com a Administração, permanecerão ligados à operação após a conclusão da aquisição.

Segundo a Lupatech, essa transação está em linha com a estratégia da empresa de ampliar a linha de equipamentos e serviços com alto grau de complexidade tecnológica, focados nos mercados de Petróleo e Gás e de controle de fluídos (Flow). No segmento Óleo & Gás, o Grupo Lupatech já conta com as marcas: MNA, CSL Off Shore, Petroíma, Esferomatic, Gasoil, K&S, Aspro e Gavea Sensors. No segmento Flow, é propríetária das marcas Valmicro, Mipel, ValBol e Jefferson.

FIBERWARE - Ainda em julho, no dia 1°, a Lupatech havia comunicado a assinatura de memorando de entendimentos para adquirir a Fiberware Equipamento Serviços para a Indústria Ltda., por cerca de R$ 15 milhões. A Fiberware é uma empresa brasileira especializada em revestimentos interno e externo de tubulações com tecnologia de materiais compósitos (PAD - polietileno de alta densidade) e em fibra de vidro. A empresa fornece revestimentos em PAD para poços produtores de petróleo que utilizam hastes de bombeio e em fibra de vidro para poços de injeção de água e revestimentos. Essas tecnologias oferecem maior resistência à corrosão que as demais tecnologias utilizadas em tubings, o que permite maior durabilidade das tubulações.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas