Dormer dobra capacidade e passa a operar em 4 turnosAo longo dos últimos doze meses a fábrica da Dormer Tools, no bairro de Interlagos, em São Paulo, teve sua capacidade produtiva duplicada. "Vamos passar a operar em quatro turnos, 365 dias por ano para atender a demanda de metal duro", informa Salvador Fogliano, diretor da Dormer Tools para a América do Sul.

Para esse aumento da produção o quadro de funcionários foi ampliado em 30% - atualmente, são 400 empregados. A fábrica também ganhou aproximadamente 80 novos equipamentos. Em setembro, a unidade recebe ainda um novo forno para o revestimento de ferramentas rotativas de metal duro, que irão se somar aos dois fornos de tip coating da planta - um deles recém-instalado.

A fábrica brasileira foi beneficiada com o fechamento de uma unidade fabril na Inglaterra e que teve parte de sua produção transferida para o Brasil. Além disso, a planta de Interlagos que já era responsável pela produção para todo o grupo das brocas de metal duro multiaplicação MPX, a partir de setembro passa a ser a fornecedora exclusiva para todo o grupo das fresas de topo MCX, também em metal duro, que estão prestes a ser lançadas no mercado mundial.

Segundo Fogliano, a filial brasileira passou por um grande processo de transformação nos últimos quatro/cinco anos. "Nesse período investimos para aumentar a competitividade e a produtividade da fábrica visando compensar a variação cambial", diz o diretor, que acredita que "só reclamar do dólar baixo não muda o cenário". Outra mudança expressiva se deu no portfólio de produtos da filial, que saltou de 3 mil itens em 2006 para os 30 mil itens atuais.

O resultado é que o faturamento tem crescido ano-a-ano. Fogliano não divulga os índices dessa expansão, mas garante que "2008 será ainda melhor". Para o diretor, "2008 deve ser o ano de maior crescimento da filial brasileira, principalmente na área de ferramentas de aplicação, mais especificamente em machos e metal duro".

Na opinião de Fogliano, o mercado brasileiro está aquecido, mas boa parte do crescimento esperado para este ano se dará em função dos investimentos realizados na planta e também em conseqüência da estratégia empresa global mundialmente. Entre estas, o diretor destaca o foco de atuação para os produtos de aplicação específica, no intuito de oferecer soluções com efetivos ganhos de produtividade ao mercado.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia