A SKF do Brasil acaba de fechar um novo contrato para fornecimento de soluções industriais para a Perdigão. Com isso, a empresa será responsável pela comercialização e prestação de serviços relativos a rolamentos, correias e retentores utilizados nas máquinas que compõem o processo produtivo da empresa alimentícia.

A assinatura do novo acordo surgiu de uma necessidade da própria Perdigão, que em 2007 comprou o Grupo Eleva, dono da marca de laticínios Elegê e da frigorífica Avipal, tornando-se a maior empresa do setor alimentício no Brasil, ao saltar de um total de 38 unidades fabris espalhadas pelo país para 53.

Com o objetivo de alinhar suas operações já existentes com as das empresas adquiridas, a Perdigão decidiu ampliar seu contrato de fornecimento de equipamentos e prestação de serviços industriais com a SKF. A escolha pela fabricante sueca de rolamentos aconteceu por conta do bom trabalho realizado antes das aquisições feitas pela alimentícia.

“Criamos soluções para melhorias nos processos industriais que resultaram na redução da quantidade de quebras das máquinas e, por conseqüência, na necessidade de mão-de-obra para reparos na Perdigão”, explica Nelson Alves Pereira, especialista do segmento de alimentos e bebidas da SKF do Brasil.

Segundo o ele, antes da assinatura do novo contrato, a SKF comercializava, em média, R$ 1 milhão por ano em produtos e serviços para a Perdigão. “Esse valor deve subir para R$ 1,8 milhão em 2008, uma vez que agora fornecemos para mais 15 unidades fabris”, observa Alves.

O executivo lembra ainda que outros tipos de produtos serão agregados por conta das necessidades encontradas nas novas plantas, entre eles trabalhos de lubrificação, engenharia de confiabilidade e estratégias de manutenção. “Além disso, o contrato permite alterações para se manter sempre alinhado com as necessidades da Perdigão no que diz respeito à redução de custos operacionais”, completa.

A SKF espera crescer ainda mais dentro da própria Perdigão, uma vez que a empresa continua adquirindo novas companhias, como fez recentemente com a laticínios Cotochés. “Vamos continuar trabalhando forte para termos condições de atender a esta e a novas operações que nosso cliente venha a precisar”, observa Pereira.

Ao longo dos anos, a SKF vem se fortalecendo no mercado de fornecimento de produtos e serviços industriais. Hoje, cerca de 30% do faturamento da divisão industrial da companhia, que em 2007 foi de R$ 244 milhões, vem desse modelo de negócios utilizado na Perdigão.

“Temos como missão ajudar nossos clientes na melhoria de seus processos produtivos. Esse novo contrato com a Perdigão, que hoje é a maior empresa alimentícia do País, prova que estamos no caminho certo”, completa. Vale ressaltar que a SKF já é líder no fornecimento de soluções para o segmento de alimentos, mantendo contratos com outras grandes empresas como Cargill e Grupo Doux (antiga Frangosul).

Autor(es): Assessoria de Imprensa da SKF

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas