Empresa define equipe de engenheiros e investimento de US$ 800 mil para o desenvolvimento de motores

A International Engines South America realiza testes com o motor HS 2.8L, para uso veicular, e com o MS 4.1L, para aplicações agrícola e industrial, em seus laboratórios, com o objetivo de avaliar a utilização do biodiesel como combustível. A empresa criou um grupo de engenheiros e técnicos para trabalhar com total dedicação ao projeto e definiu investimentos da ordem de US$ 800 mil, para a primeira fase.

As informações foram prestadas por Waldey Sanchez, presidente da International Engines, durante a cerimônia de instalação da Câmara Setorial de Biocombustíveis, realizada ontem (30/06), na Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O executivo anunciou, também, que o motor MS 4.1L está sendo aplicado a um grupo gerador, movido a biodiesel, para ser utilizado, em caráter experimental, em um assentamento na região de Serrana, SP.

Waldey Sanchez esclareceu que, além da parceria com o Ladetel (Laboratório para o Desenvolvimento de Tecnologias Limpas), da USP, de Ribeirão Preto, a empresa trabalha junto com a matriz, nos Estados Unidos, na avaliação de diferentes composições do combustível. Também já foi definido o cronograma que envolve pesquisas nos laboratórios da empresa, para testes de performance, consumo e nível de emissões.

"Definimos que serão 1.000 horas de ensaios de performance, com a duração de três meses, e que os de durabilidade, em regime mais intenso, serão feitos ao longo de 2.000 horas". Waldey Sanchez salientou ainda que a International Engines foi o primeiro fabricante de motores do Brasil a formalizar apoio ao programa do biodiesel.

Além de contar com a experiência da matriz, nos Estados Unidos, que trabalha no programa com o monitoramento de frotas de veículos de transportes, em março deste ano a empresa enviou à Siemens e à Bosch, na Alemanha, (fornecedores de sistemas eletrônicos de injeção de combustível), amostras do biodiesel brasileiro com diferentes formulações, para testes de qualidade, objetivando a sua adequação às normas técnicas.

Waldey Sanchez finalizou informando que os resultados serão apresentados no Congresso SAE 2004, a ser realizado em novembro deste ano, em São Paulo e que após os ensaios nos laboratórios a empresa dará início à segunda fase do programa, com testes dos motores instalados em veículos.

Autor(es): Secco Consultoria de Comunicação

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia