A Usiminas Mecânica e a Nuclep - Nuclebrás Equipamentos Pesados, indústrias de bens de capital sob encomenda, acabam de assinar um termo para o fornecimento em conjunto de produtos e serviços, especialmente para setores de óleo e gás, siderurgia e mineração. A previsão é de que os projetos realizados em conjunto pelas empresas atinjam cerca de R$ 300 milhões ao ano. O objetivo é aproveitar o maior número de oportunidades de negócios nesses três mercados, que apresentam demanda super aquecida para os próximos anos. Para isso, as empresas vão explorar a complementaridade entre produtos, serviços e tecnologia. Com previsão para durar no mínimo cinco anos, cada negócio realizado em conjunto pelas empresas será estabelecido a partir das características do fornecimento. O funcionamento será simples: detectada a oportunidade, as empresas iniciam a parceria e em conjunto fazem a prospecção, elaboram a proposta comercial e realizam a execução do contrato.

A Usiminas Mecânica atua no fornecimento de estruturas, equipamentos e serviços para mercados de construção pesada e superpesada, como siderurgia, mineração e estruturas off-shore. A empresa investiu 7 milhões de reais na ampliação da planta de Ipatinga, na unidade de Estruturas Metálicas e Pontes, possibilitando um aumento de 1 mil toneladas/mês na capacidade de produção (de 3 mil toneladas para 4 mil toneladas) de estruturas. A previsão de crescimento de receita líquida com a expansão é de R$ 80 milhões/ano. A empresa fechou o primeiro semestre deste ano receita líquida de 608,8 milhões de reais 64, 9 milhões de lucro líquido, 78% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Segundo o presidente da Nuclep, Jaime Cardoso, a assinatura do protocolo é o início de um entendimento para que a parceria conquiste futuros contratos. Ele acredita que a empresa passa por um novo momento, pois estava sub-ocupada e que agora saiu em busca do mercado e vem recebendo encomendas de clientes nacionais e internacionais. Em 2008 a empresa creceu muito e tem previsão de ultrapassar 200 milhões de reaisi em vendas até o fim do ano, o dobro do resultado de 2007.

Autor(es): Assessoria de Imprensa da Usiminas

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia