Em setembro, a filial brasileira da Okuma já havia superado as metas previstas para o exercício de 2008. Na verdade, mais do isso, a empresa dobrou as vendas nos três primeiros trimestres em relação ao mesmo período 2007. "Dobramos as vendas em termos de volume e de número de máquinas", informa Alcino Bastos, gerente-geral da Okuma.

Bastos classifica como extraordinário o que ocorreu com as vendas da empresa nesse período. "As indústrias instaladas no Brasil resolveram investir em otimização industrial, visando aumentar a produtividade e a competitividade para compensar o real (então) valorizado", observa. De acordo com o gerente, diferente do que ocorreu em anos anteriores, em 2008 houve grande procura também por máquinas de maior porte e com dupla coluna, para usinagem de peças grandes.

Quanto ao último trimestre do ano, o gerente não faz previsões. Sem cancelamentos e com alguns negócios em curso, o gerente diz que é cedo para se ter uma noção mais precisa do quadro atual. "Acredito que até 15 de novembro já teremos uma "fotografia" mais clara do mercado".

Autor(es): Usinagem Brasil

Mais informações sobre a Mecânica 2012:

Mecânica 2012

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia