A Brasimet PVD reuniu mais de 100 clientes no Club Transatlântico, em São Paulo, para apresentar a nova tecnologia de revestimento - fruto da parceria com a alemã Eifeler - que passa a utilizar em seus centros de serviços em Sorocaba (SP), Joinville (SC) e Buenos Aires.

Além de permitir a ampliação da gama de coberturas oferecidas aos clientes do Mercosul, como as camadas Sistral, Nano Variantic, entre outras, as novas máquinas permitem a realização do revestimento Duplex (nitretação a plasma + PVD) num único ciclo. Isso significa a agilização do serviço, reduzindo em mais de 50% o tempo necessário para a aplicação do Duplex.

Segundo J. Anklam, diretor Técnico da Eifeler, que participou do evento em São Paulo, o desenvolvimento desse processo é um dos responsáveis pelo forte crescimento que a Eifeler vem obtendo no mercado europeu, especialmente na Alemanha, onde a empresa já detém 60% do mercado de tratamento de ferramentas de confirmação. "É o segmento que mais cresce", afirma, explicando que isso ocorre devido à qualidade do processo em si, à rapidez e também ao aumento da vida útil que proporciona às ferramentas tratadas.

Os novos equipamentos apresentam ainda outras vantagens e benefícios. Por exemplo, no Duplex integrado não há formação de camada branca, eliminando a necessidade de polimento pós-nitretação; diminuição da rugosidade; excelente adesão da camada PVD sobre o material nitretado. Além disso, a camada pode ser ajustável entre 5 - 150 µm.

Os fornos Alpha P permitem a realização de revestimentos em vários tipos de ferramentas, como ferramentas caracol, sharpers, brochas, ferramentas com haste e ferramentas de conformação. "A máquina comporta até 10 cortadores caracol, com ciclos mais curtos de revestimentos, de até 4 horas", informa Anklam.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Tecnologia & Inovação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Tecnologia & Inovação