A GE Fanuc apresentou durante o 1º Fórum de Tecnologia e Produção Colaborativa, evento realizado em São Paulo, o conceito CNC FAST - Factory Automation Solution Technology. Basicamente, o novo conceito busca ampliar a produtividade das máquinas-ferramentas, integrando-as a um contexto de gerenciamento da produção (MES - Manufacturing Execution Systems).

"O conjunto de soluções FAST permite ampliar a produção sem a aquisição de novas máquinas", diz o especialista Marcos Roveri, explicando que se trata de uma alternativa bastante adequada para tempos de crise. Dentro do conjunto FAST, estão soluções voltadas ao controle de processo, manutenção, engenharia e treinamento. "É possível aumentar em 10% a produtividade evitando-se paradas de máquinas desnecessárias", diz. Para tanto, a empresa conta, por exemplo, com aplicativos de supervisão de desgaste da ferramenta, correção de dados, simuladores, monitoramento on line, que podem evitar colisões de máquinas, uma das grandes preocupações dos usuários.

Segundo Roveri, o conceito FAST foi desenvolvido recentemente nos EUA e envolve variado conjunto de ferramentas que podem ser aplicadas de acordo com as necessidades de cada cliente. A maioria dos produtos que o compõe já fazia parte do portfólio da GE Fanuc, porém alguns precisaram ser desenvolvidos para fazer parte do pacote, como é o caso do controle de senhas.

Um dessas ferramentas é o i-Adapt, produto que garante que a operação de uma determinada máquina se mantenha sempre na velocidade considerada ótima. O i-Adapt - um microPLC equipado com malha de controle adaptativo (PID) - mantém carga otimizada na ferramenta, garantindo que a todo momento a máquina use o máximo possível da potência para aquela operação, permitindo reduções de até 30% no tempo de usinagem.

Outra ferramenta é o Proficy MTE, capaz de medir a eficiência de uma máquina ou de uma linha de máquinas, mostrando como está a operação em cada máquina de uma linha, permitindo visualizar todos os tempos do processo, alarme de máquinas e status das operações para eliminar gargalos de produção e aumentar a eficiência geral da linha. Isso de forma dinâmica e on line, coletando dados em tempo real. Os dados podem ser acessados de qualquer terminal ou, se as máquinas estiverem ligadas à Intranet, de qualquer ponto, e ainda podem ser exportados para uma planilha Excel.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas