Manutenção Produtiva TotalA manutenção produtiva total (ou TPM, que inglês é traduzido como Total Productive Maintenance) tem o objetivo de envolver todos os níveis e funções hierárquicos em uma organização para maximizar a eficácia do equipamento de produção. Este método engloba a vistoria de processos e equipamentos existentes, reduzindo erros e acidentes. Considerando que os serviços de manutenção são o coração dos programas de manutenção preventiva, a MPT procura envolver os trabalhadores em todos os departamentos e níveis, desde a escala operacional até os altos executivos, para garantir o funcionamento eficaz de todos os equipamentos.

A manutenção produtiva total aborda o ciclo de vida de todo o sistema de produção e cria uma unidade sólida para evitar acidentes, defeitos e avarias. A TPM centra-se na prevenção de falhas (manutenção preventiva) em equipamentos para eliminar possíveis defeitos do produto ou para facilitar a manutenção corretiva, após ocorrerem falhas detectadas e relacionadas no planejamento de manutenção anual.

O objetivo maior é a eliminação total das perdas, incluindo avarias, defeitos de instalação de equipamentos e perdas de ajuste em pequenas paradas, com velocidade reduzida e retrabalho, além das perdas de rendimento. Os objetivos finais de TPM são zerar as avarias nos equipamentos e zerar também os defeitos do produto, que levam a uma melhor utilização de bens de produção e da capacidade da planta de engenharia.

A manutenção produtiva total é focada principalmente na manutenção de máquinas para o funcionamento eficiente, minimizando possíveis avarias de equipamentos através de reparos mais eficientes nos equipamentos. MPT visa eliminar grandes perdas que podem resultar do equipamento defeituoso ou operação, sendo eles: tempo de inatividade para reparos.

Há seis fatores básicos que contribuem para o mau funcionamento de um equipamento, sendo eles: existência de sujeira, poeira, lama e detritos; desgaste por longo tempo de uso; execução de reparos incompleta; falta de habilidade humana sobre a máquina; falta de habilidade em executar a manutenção e, por último, desenvolvimento de projeto de construção do equipamento não satisfatório.

A inspeção periódica das máquinas e as atividades básicas dentro de uma planta industrial devem ser realizadas com cuidado e de forma profundamente detalhada, de preferência todos os dias pela manhã antes de dar início às operações. Paralelamente à inspeção diária, há também a manutenção periódica realizada mensalmente ou quinzenalmente. É normalmente realizada por pessoa qualificada ou alta habilidade, muitas vezes, empregando também alguma ferramenta de alta tecnologia, que servirá para monitorar e gerenciar as atividades. Em muitas fábricas, um sistema computadorizado chamado Sistema de Gestão da Manutenção (CMMS) tem sido amplamente utilizado para gerenciar tais atividades. Hoje há uma grande quantidade de softwares CMMS para a escolha mais adequada por parte de cada empresa.

Cabe destacar que é essencial proteger as máquinas de sujeiras e materiais estranhos, que possam causar defeitos e avarias. Como já mencionado, a limpeza é muito importante para eliminar resíduos não desejados, mas há algumas áreas que requerem mais atenção e precisam de total higienização. Portanto, a adoção de um método de melhoria como kanban ou kaizen é necessário para garantir a proteção dessas áreas.

É importante também minimizar as deficiências da máquina durante a fase de concepção. É primordial que para a construção de máquinas novas, todas as falhas já apresentadas pelos equipamentos antigos sejam discutidas e solucionadas, eliminando tais problemas em máquinas mais modernas. Outra questão a ser discutida é a habilidade do operador em realizar a manutenção nos equipamentos. A baixa qualificação do operador gera prejuízos e pode contribuir para acidentes e quebras nas máquinas. Além de isso afetar o trabalhador, uma vez que a máquina foi envolvida em algum acidente é muito difícil que ela volte ao desempenho original.

Tais medidas se mostram necessárias para assegurar a operação correta de cada um dos equipamentos. Quando as ações são realizadas do modo mais adequado, a taxa de operação acaba se tornando muito alta. Em Manutenção Produtiva Total esses pilares são a base para garantir alta produtividade e baixa rejeição do produto. Além disso os custos de TPM podem incluir o tempo de inatividade e oportunidade perdida de produção ou de rendimento; desgaste do equipamento que reduz sua durabilidade e vida produtiva, levando a investimentos de capital mais frequentes com substituição de equipamentos. A manutenção total pode aumentar a longevidade dos equipamentos, reduzindo substancialmente a necessidade de adquirir novos equipamentos ou fazer a substituição deles.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Manutenção
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Manutenção