A Valeo, fabricante de autopeças que está completando 30 anos de Brasil, vai investir US$ 15 milhões para transferir duas de suas fábricas - a de Cantareira (SP) e a de Diadema - para Guarulhos, na Grande São Paulo, em 2005. A estratégia de concentrar as unidades visa ampliar a capacidade de produção e modernizar os processos. Segundo a emrpesa, além da estrutura logística, a escolha da cidade de Guarulhos foi para garantir ao máximo a permanência dos empregados.

A nova fábrica da Valeo será construída em terreno de 131 mil m² próxima ao aeroporto de Cumbica e vai abrigar as atividades da divisão de segurança veicular, com a produção de travas de coluna de direção e de portas - fechaduras, chaves, maçanetas de portas e de porta-malas, e sistemas de abertura de capô do motor. A previsão é que a nova fábrica, que terá 16 mil m² de área construída, fique pronta no início do segundo semestre de 2005.

O grupo Valeo iniciou suas atividades no País em 1974, com a fábrica de radiadores perto do aeroporto de Congonhas (SP), que na época chamava-se Sofica. Em 1978, essa fábrica foi transferida para Itatiba, no interior. Em 1987 e 1988 adquiriu as fábricas de radiadores Bongotti e Chausson e 100% do capital acionário da Cibié. Em 1992, ampliou suas atividades com a fabricação de sistemas de climatização, que incluem ventilação, aquecimento e ar-condicionado. Em 1995, ampliou sua linha de produtos com a instalação de uma fábrica de sistemas de segurança - cilindros, chaves, maçanetas, fechaduras e travas de coluna de direção. Dois anos mais tarde adquiriu a Univel que detinha as duas unidades agora reunidas. Em 1997 inaugurou a divisão de materiais de fricção, em Sorocaba e, em 1998 consolidou, em São Bernardo do Campo, a Valeo Service, que distribui os produtos de todas as unidades industriais. Dois anos mais tarde construiu em Campinas uma nova fábrica, para divisão de sistemas elétricos, que fabrica alternadores e motores de partida; a divisão de limpadores de pára-brisa e a divisão de embreagens. A empresa ainda tem unidades produtivos em Gravataí (RS), junto à fábrica da General Motors, e em Camaçari (BA), com a da Ford.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia