Planejamento de lubrificaçãoEm plantas industriais com programas de gestão e planejamento de lubrificação desatualizados não é incomum encontrar dezenas de diferentes lubrificantes sintéticos e minerais em uso, muitas vezes fornecidos por diversos fornecedores. O resultado disso são inúmeros produtos duplicados e que atendem a uma mesma necessidade ou finalidade, gerando custos excedentes sem que os resultados se apresentem mais positivos e eficazes. E o pior: a mistura de tipos de lubrificantes diferentes podem prejudicar o bom funcionamento dos equipamentos, afetando diretamente a produção. Isso acontece porque cada lubrificante fabricado é uma mistura única de óleos de base e outras substâncias aditivas, e escolher o produto correto garante o maior desempenho de cada máquina.

Por isso, conquistar o máximo aproveitamento em um programa de lubrificação começa com a escolha e a compra do produto certo para atender a uma determinada tarefa. Infelizmente, muitos gestores e profissionais responsáveis pelo departamento de compras das organizações adquirirem todos os suprimentos e insumos com base exclusivamente no preço, em vez de se basearem em estudos de processos de engenharia, que consideram o ambiente de trabalho, requisitos de desempenho, as expectativas do ciclo de vida de cada produto e equipamento e também as condições econômicas estabelecidas pela companhia.

Com a consolidação do lubrificante, o fabricante do suprimento vai auditar suas operações para determinar o número mínimo de produtos necessários a fim de proporcionar o mais alto grau de proteção, precisão e boa performance para todos os elementos no interior da planta ou instalação. A equipe de auditoria classifica os lubrificantes usados atualmente e analisa a adequação deles ao ambiente de trabalho. Isso permite que o engenheiro de lubrificação possa realizar seu trabalho do modo mais eficaz possível, empregando os produtos adequados para as necessidades do cliente. O processo geralmente leva o número de produtos necessários para a casa de um dígito e resulta em benefícios que incluem:

  • Redução de estoques no local; 
  • Custo reduzido através da demanda de compra; 
  • Melhoria da manipulação e armazenamento; 
  • Melhoria e promoção da segurança dos funcionários e aumento do ciclo de vida das máquinas; 
  • Melhor controle de manutenção.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Manutenção
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Manutenção