Como evitar falhas prematuras nos rolamentosO desempenho dos rolamentos pode ajudar a identificar problemas nas máquinas, falhas de manutenção, entre outros assuntos importantes de serem analisados dentro do planejamento de manutenção em uma planta industrial. Os rolamentos em equipamentos industriais enfrentam condições duras a cada dia, e isso pode resultar em uma falha prematura do rolamento. Quando os rolamentos não funcionam mais ou diminuem bastante sua capacidade de funcionamento, a substituição rápida pode minimizar o tempo de inatividade. De fato, ao se investigar as causas da falha do rolamento com análises de vibração avançadas, dá para se ter uma ideia mais ampla de como evitar falhas prematuras nos rolamentos e de quais ações de manutenção realmente aumentam o tempo de atividade e diminuem o custo de manutenção dos equipamentos.

Quando se trata de proteger os equipamentos e processos, o ideal é estar sempre ciente dos problemas com o rolamento, já que eles podem ser fatais para o bom andamento da produção. Entre tantos problemas que podem afetar o bom desempenho de funcionamento dos rolamentos estão: desgaste ou deformação, onde ocorre deslizamento nas superfícies de montagem, criando uma folga na superfície de ajuste.

Nesse caso, são feitos alguns testes para a detecção dos problemas, e só a partir disso que é serão tomadas providências para sanar os problemas. Os testes envolvem etapas como verificar se há interferência e atritos entre as peças ou falta de ajustes. Além disso, há de se evitar também a rotação excessiva, é preciso realizar o estudo sobre a precisão do eixo e do alojamento, pré-carga na direção axial e aplicar uma película de lubrificante na superfície de assentamento.

Além do desgaste, é comum também haver a descamação, que ocorre quando pequenos pedaços do material do rolamento são separados da superfície lisa do canal adutor ou dos elementos de rolamento devido à fadiga de rolamento, dando origem a regiões com textura áspera e grosseira. As maiores causas dessa descamação são a carga excessiva, desalinhamento na montagem dos rolamentos, entrada de detritos e penetração de água, lubrificação deficiente ou não adequado, precisão inadequada para o eixo ou alojamento, desigual, na rigidez de habitação, progressão da ferrugem, pontos de corrosão e manchas, entre outros.

A melhor maneira de solucionar esses problemas nos rolamentos é melhorando o método de montagem, verificando periodicamente a folga no rolamento interno, utilizando um lubrificante de viscosidade adequada, além de aprimorar o método de lubrificação das máquinas, verificando as condições de carga, aperfeiçoando o mecanismo de selagem para prevenção de pontos de ferrugem e fazendo a checagem da precisão do eixo e alojamento.

As manchas são outro tipo de dano superficial que ocorre a partir de uma coleção de pequenas apreensões entre os componentes do rolamento, causada por ruptura do compartimento de óleo. Entre as maiores causas desse problema estão: alta velocidade de rotação e carga leve, aceleração e desaceleração súbita, lubrificante inadequado e entrada de água. Para sanar esta dificuldade, a equipe de manutenção pode optar por melhorar a pré-carga, usar um lubrificante com boa capacidade de formação de película de óleo, aprimorar o método de lubrificação e apurar o mecanismo de vedação.

É bom ter em mente que a falha do rolamento não afeta somente um equipamento específico. Não abordar um problema imediatamente e encontrar as causas das falhas pode trazer dificuldades ainda maiores. Por isso a necessidade de se investigar a causa da falha do rolamento para prolongar a vida útil do equipamento, reduzir os custos de manutenção, melhorar a produtividade, identificando e solucionando todos os obstáculos em torno da seleção de rolamentos, montagem, lubrificação e aplicação das peças.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos