Medidas para aumentar o nível de confiabilidade na manutençãoA confiabilidade na manutenção e nos processos de produção só pode realmente se tornar um fator concreto com a utilização de indicadores e ações de planejamento que garantam total eficácia para os equipamentos, sem que haja o aumento nos custos de produção. Entre algumas medidas para aumentar o nível de confiabilidade na manutenção nas plantas industriais estão os planejamentos simples de lubrificação, onde o gestor deve analisar cada item referente ao programa de lubrificação, como a seleção e compra de produtos, evitando sempre a duplicidade de lubrificantes e a mistura de lubrificantes sintéticos e os feitos à base de óleos minerais.

É essencial ressaltar que um bom plano de lubrificação reduz custos com manutenções periódicas, aumenta a vida útil do equipamento industrial, reduz os desgastes da máquina diminui bastante os riscos de paralisação e inatividade das máquinas. Desenvolver tecnologias de manutenção preditivas também é outra solução que reduz drasticamente os riscos de falhas em equipamentos e aumenta significativamente a confiabilidade na manutenção. Dentro desse programa de manutenção preditiva e desenvolvimento de novas tecnologias e procedimentos deve estar também a capacitação de técnicos, a fim de que possam monitorar de forma mais eficaz a forma como são aplicadas os procedimentos de manutenção.

De todas as tecnologias, a análise de vibração ainda produz o retrato mais completo de “saúde”dos equipamentos. O analista de vibração pode monitorar a saúde dos equipamentos rotativos. Além disso, também consegue detectar várias condições, tais como desalinhamento, o que pode ocasionar alguma falha durante o seu funcionamento, o que seria um ponto negativo para confirmar a confiabilidade.

A termografia é capaz de detectar muitos problemas que a análise de vibração não consegue, contudo, a análise de óleo é uma prática que permite otimizar o sistema hidráulico do equipamento, rendendo excelentes análises de falhas. Existem outras tecnologias de monitoramento da condição das máquinas, mas estes são os mais amplamente utilizados: análise de modo e efeito de falha, é um tipo de reatividade pró-ativa, MCC (Manutenção Centrada em Confiabilidade), OMP (otimização da manutenção preventiva), entre outras.

Com um investimento nessas ferramentas e treinamentos adequados para os profissionais da área de manutenção e confiabilidade pode facilmente resultar em um aumento da vida útil dos equipamentos industriais de 100 a 500%. Para muitos gestores, a princípio, pode parecer que cada uma dessas ações irá render um custo muito alto para a empresa, entretanto, evitar que as máquinas fiquem inativas gera um custo muito menor do que correr o risco de paralisar a produção por falta de planejamento adequado e com ações específicas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Manutenção
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Manutenção