Economia de energia para produção sustentávelA criação de máquinas mais eficientes para geração de produtos e que requeiram aplicações e instalações de fácil manuseio exigem que os usuários adotem algumas práticas que visem ao aumento de produção e o crescimento sustentável das empresas, sem que haja maiores prejuízos ao meio ambiente e sem custos adicionais para as companhias. Apesar de cada máquina e aplicação serem bem peculiares e diferentes, algumas práticas básicas podem ser empregadas em uma variedade muito grande de ambientes de produção e nas indústrias que visem à economia de energia para a produção sustentável das companhias.

A primeira ação seria em torno de planejamentos de manutenção e lubrificação que deixassem as máquinas e equipamentos em condições favoráveis de operação, sem emissão de poluentes. Sem esquecer que a manutenção periódica deles garante um maior ciclo de vida e menor desperdício de material.

Um segundo passo seria mensurar e avaliar a energia, materiais, água, ar comprimido e outros recursos que a empresa utilize e já começar a desenvolver um plano de ação para a conservação de todos esses recursos. Este plano pode incluir cuidados simples, como ligar e desligar equipamentos quando não estiver sendo usado, automatização de todo o sistema de iluminação em ambientes e a substituição de motores de indução simples e drives com velocidade variável.

Outra medida que traz ótimos resultados é verificar se o computador ou outros aplicativos poderiam usar a tecnologia de reaproveitamento, que normalmente utiliza uma fonte de energia compartilhada e unidades ligadas à captação de energia a partir de desaceleração de componentes, além de aplicar a energia para acelerar os outros componentes. Esta é uma das formas mais eficazes de garantir a economia de energia através de ações de reciclagem dela.

Em seguida, é sempre aconselhável promover uma mini-auditoria de uma amostra de máquinas ou processos de produção, investigando quais soluções pode auxiliar a empresa a economizar energia ou reduzir o desperdício de materiais, com base em aplicações de testes ou ensaios que executem e avaliem o quanto a empresa teve de retorno financeiro com a economia gerada. Por fim, vale examinar todos os materiais que exigem maior potência das máquinas, buscando formas de reduzir o desperdício de energia, talvez adotando medidas de reciclagem de materiais.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia