Sistemas de refrigeração e lubrificação de máquinas industriaisTodas as máquinas e equipamentos acabam sofrendo com o desgaste de suas peças por intensos atritos ocasionados pelo próprio funcionamento das máquinas. A redução da fricção entre os elementos de contato é conseguida pela interposição de uma película de lubrificação. Entre outras funções, os sistemas de lubrificação também servem para dispersar parte do calor gerado devido ao desenvolvimento do ciclo de máquina, tomando também a função de refrigeração do equipamento industrial. No entanto, a maioria dos equipamentos já são fabricados com sistemas de refrigeração e lubrificação de máqunas industriais que funcionam em conjunto, a fim de manter a temperatura de seus mecanismos dentro de determinadas configurações de segurança, de modo que o material permaneça com suas propriedades iniciais.

O arrefecimento e  lubrificação são, juntamente com o funcionamento e regulamentação, os principais sistemas que integram uma máquina e permitir-lhes operar em condições normais de serviço. O lançamento dos elementos mecânicos é fundamental para lubrificar as superfícies de contato, mantendo as temperaturas de funcionamento dentro dos padrões aceitáveis. No projeto de design de uma máquina, além do cálculo de fadiga de itens, tais como engrenagens ou rolamentos, é necessário definir também os sistemas de refrigeração e lubrificação, indicando o procedimento a ser utilizado em cada caso, os componentes e o tipo de fluido refrigerante e / ou lubrificante. Estes são dois sistemas em paralelo, constituídos, em muitos casos, em circuitos hidráulicos com características semelhantes.

Excluindo-se os casos excepcionais, na grande maioria das máquinas e equipamentos industriais, os sistemas de arrefecimento e lubrificação são independentes. Além disso, a mistura aleatória de refrigerante e óleo é prejudicial, especialmente em contato com o ar e a umidade. A inclusão acidental de determinada quantidade de refrigerante no circuito de lubrificação, com consequente redução da viscosidade e lubricidade do óleo, pode iniciar a decomposição e acelerar a corrosão de superfícies metálicas do circuito.

Da mesma forma, a presença de óleo no sistema de resfriamento reduz a eficiência e requer a eliminação de fluido. Este problema é particularmente importante no equipamento de refrigeração. Como regra geral, os refrigerantes e lubrificantes de alta qualidade devem ser usados, evitando a presença de contaminantes e fornecendo mecanismos de bloqueio e isolamento adequados na tentativa de evitar a interferência dos dois sistemas. Esta idéia é aplicável a uma infinidade de máquinas para a usinagem de metais, motores, entre outros.

Além disso, equipamentos específicos, como determinados tipos de compressores, integram os sistemas de arrefecimento e lubrificação, de modo que só há um circuito de fluido de trabalho com uma cobertura única, simultaneamente, para a lubrificação e as necessidades de arrefecimento. Cabe ressaltar que tanto a lubrificação quanto refrigeração, bem como a permissão do funcionamento de máquinas e seu prolongamento de vida útil, são parte das operações de manutenção de rotina. Com efeito, o lubrificante e o fluido refrigerante devem ser substituídos a cada poucas horas, dependendo das condições específicas do serviço de cada máquina e as propriedades dos fluidos utilizados, para a operação adequada e redução de custos de manutenção decorrentes da paradas não programados e a falta de disponibilidade.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos