Motores elétricos industriaisMotores elétricos industriais são componentes importantes, que convertem energia elétrica em energia mecânica. Eles funcionam depois de campos magnéticos interagirem com os condutores que transportam correntes. Com o uso de um gerador, o processo pode ser revertido, ou seja, a energia mecânica é convertida em energia elétrica. No Brasil, um dos grandes fabricantes de motores elétricos é a empresa WEG, líder de mercado.

Há uma série de aplicações para os motores elétricos nas indústrias, como ventiladores industriais, compressores, exaustores, máquinas operatrizes, bombas e ferramentas elétricas. Eles também são relevantes para o funcionamento dos eletrodomésticos, bem como para drives de computador. Os motores elétricos industriais operam em dois modos: primeiro, com o uso de uma bateria, ou de corrente alternada. Abaixo estão alguns dos tipos mais comuns:

Motor elétrico de corrente alternada:

Motores elétricos de corrente alternada ou motores CA são motores elétricos industriais sub-classificados em outras formas: síncronos e assíncronos, trifásicos e monofásicos. O motor assíncrono sofre com um certo escorregamento conforme a intensidade de carga, porém, grande parte das indústrias trabalha com este tipo de dispositivo. Os motores síncronos são mais empregados em usinas termelétricas e hidrelétricas. O termo síncrono deve-se ao fato de a máquina funcionar com velocidade de rotação em constante sincronia com a freqüência da tensão elétrica oscilante. Os motores de corrente alternada ainda recebem outras classificações como: motor de dupla polaridade, pois pode rodar em duas velocidades diferentes em relação à sua potência, e motor de eixo-duplo, com apenas uma saída para cada lado.

Motor elétrico de corrente contínua:

Motores elétricos de corrente contínua ou motores CC são os motores elétricos que, basicamente, desempenham sua função com a ajuda de corrente contínua. As partes de um motor de corrente contínua constituem-se de quatro componentes: rotor, anel comutador, estator e escovas. O rotor, também chamado de armadura, é composto por um ou mais rolamentos. Quando estes rolamentos são energizados eles produzem um campo magnético. Os polos magnéticos deste campo do rotor serão atraídos para os polos opostos, gerados pelo estator, fazendo com que o rotor gire. À medida que o motor gira, os rolamentos são constantemente energizados em uma sequência, de modo que o polos magnéticos provocados pelo rotor não superem os polos causados no estator. Esta mudança de campo nos rolamentos do rotor é chamada de comutação.

O estator gera um campo magnético estacionário que circunda o rotor. Este campo é gerado por ímãs permanentes e bobinas eletromagnéticas. O diferentes tipos de motores CC são distinguidos pela construção do estator ou a forma como os rolamentos magnéticos estão ligados à fonte de alimentação. Ao contrário de outros tipos de motor elétrico (ou seja, CC sem escovas) os motores CC não necessitam de um controlador para alternar corrente nos rolamentos do motor. Em vez disso, a comutação dos enrolamentos de um motor CC é feita mecanicamente. Um comutador reside no eixo de um motor CC, então, à medida que o motor gira, as escovas de carbono giram sobre o comutador, entram em contato com diferentes segmentos da comutador. Os segmentos estão ligados a diferentes rolamentos do rotor, portanto, um campo magnético dinâmico é gerado no interior do motor quando uma voltagem é aplicada entre as escovas do motor.

Como no caso do motor CC, uma corrente passa através da bobina do motor CA, provocando um torque sobre a bobina. Uma vez que a corrente é alternada, o motor irá funcionar sem problemas somente na frequência da onda senoidal. Mais comum é o motor de indução, onde a corrente elétrica é induzida nas bobinas girando ao invés de fornecer diretamente para eles. Uma das desvantagens deste tipo de motor CA é a alta corrente que deve fluir através dos contatos rotativos. Faíscas e aquecimento desses contatos podem causar desperdício de energia e diminuir a vida útil do motor. Em um motor de corrente alternada, o campo magnético varia senoidalmente, assim como a corrente na bobina também pode variar.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos