Diferenças entre processos de soldagem e brasagemBrasagem e soldagem são dois processos de fundição usados na indústria metal mecânica, ou metalomecânica, para unir dois tipos metais com a aplicação de um terceiro tipo metal, de mesmas características, com a função de agir com a propriedade de preenchimento. Mas há uma diferença em relação à procedimento entre as duas técnicas que torna ambos os mais adequados para diferentes tipos de requisitos de ligação entre metais. Isso ocorre porque, devido aos seus próprios estilos, ambas as técnicas têm suas próprias vantagens e desvantagens. Mais do que a compreensão individual dos processos, este artigo trata da adequação comparativa de cada um deles em diferentes situações e necessidades. As mais importantes diferenças entre os processos de soldagem e brasagem são as seguintes:

A escolha entre os dois processos depende da espessura das camadas de metal envolvido no processo. Com o calor intenso e bastante focalizado em um ponto, a soldagem pode queimar os cortes mais finos e, portanto, obviamente a brasagem é mais adequada para trabalhar com a fundição em linhas mais finas, e onde seja necessária muita precisão nos movimentos. Uma grande liberação de calor pode obstruir o caminho por onde deve passar o metal líquido de preenchimento. Em tal situação, o calor do processo de brasagem, que é mais amplo e uniforme, acaba não se apresentando como o método mais adequado para se conseguir os efeitos desejados em uma fundição. Como a solda conta com um fluxo diminuído de intensidade e calor, este processo é capaz de unir com sucesso duas partes de metais.

Embora ambos os processos sejam destinados a uma mesma finalidade, o de conectar diferentes peças de metais, a solda produz fortes ligações entre metais diferentes, em comparação com a brasagem, mas com uma especificação de alguns fatores quanto às propriedades químicas e físicas dos metais de base e o metal de preenchimento escolhido. No caso em que as diferenças nas temperaturas de fusão são maiores, a soldagem pode vir a ser um processo de fundição ais dispendioso para as indústrias, principalmente nos casos em que a solda seja uma etapa das ações de manutenção.

A brasagem coliga as peças metálicas por aquecimento de mais de 448 °C com a aplicação de um metal de preenchimento que tem uma temperatura de fusão inferior ao do metal base. A brasagem é tipicamente feita com um maçarico ou em uma fornalha. Outros métodos incluem mergulho, resistência e brasagem por indução.

Resistentes ao calor, as ligas de alta resistência, que contêm quantidades apreciáveis de alumínio ou de titânio, são frequentemente soldadas em um vácuo para evitar a formação de óxidos que inibem o umedecimento e fluxo do metal de preenchimento. Peças feitas de metais devem ser revestidas para evitar a oxidação durante a soldagem. Já as partes chapadas e retas podem ser soldadas em um vácuo ou em atmosfera controlada.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica