Vantagens dos sapatos de segurança no chão de fábricaA importância dos sapatos de segurança no local de trabalho não pode ser superestimada. A surpreendente marca de 25% de todas as reivindicações da deficiência, em todo o mundo está relacionada com lesões nos pés e dedos. O custo com os acidentes de trabalho levou a maioria das nações, inclusive o Brasil, a implementar rigorosas políticas obrigatórias que permitam estratégias eficazes de proteção e segurança no trabalho. Embora muitas vezes associados a ambientes de trabalho perigosos, lesões nos pés como bolhas, cortes, amputações, queimaduras e dores associadas a longos períodos em pé, representam a improdutividade e o absentismo crescente na maior parte das indústrias e fábricas.

Curiosamente, não são dilacerações, amputações cortes nos dedos dos pés os acidentes que mais geram a maioria das vítimas. São os escorregões e tropeções que representam o maior número de acidentes de trabalho em todos os setores industriais, respondendo por 2.000.000 acidentados por ano.

Muitas lesões comuns acontecem durante o dia de trabalho, principalmente quando não é fornecido os equipamentos de proteção individual necessários, como botas, luvas, óculos e máscaras de proteção. No caso do falta das botas e calçados apropriados, alguns acidentes podem ocorrer, como:

  • Pés esmagados, ossos quebrados e amputações de dedos e pés. Estes tipos de lesões são predominantes na construção, exploração madeireira, na pesca e nas operações de plataformas de petróleo. 
  • Punções nas solas dos pés. Qualquer funcionário que trabalhe com pregos, fios, grampos e sucata é mais vulnerável. 
  • Os cortes, lacerações e os dedos cortados podem ser o resultado do trabalho com motosserras, ou outras máquinas de corte sem a devida proteção.
  • As queimaduras resultantes de produtos químicos e respingos de metal fundido ou outros materiais inflamáveis e explosivos são frequentes na mineração e fabricação de metais pesados, além da produção de produtos químicos.
  • Os choques elétricos podem ser causados por eletricidade estática ou pelo contato direto com a fonte. Desprotegidos, os trabalhadores da construção e eletricistas são, muitas vezes, as grandes vítimas.
  • Entorses e fraturas podem ocorrer em qualquer lugar, inclusive onde não há um piso escorregadio, bastante apenas que haja iluminação insuficiente para que os acidentes aconteçam. O mais indicado é que mesmo os funcionários de outros departamentos que não atuem no chão de fábrica utilizem botas de segurança.

Hoje, há uma variada gama de calçados de segurança fabricados no Brasil e no exterior, que fornecem garantias de proteção no local de trabalho e aderem às normas de segurança. Além das lojas especializadas, os sites são uma ótima forma de adquirir esses produtos a preços acessíveis. Vale ressaltar que o ideal é nunca utilizar equipamentos de segurança usados nesse caso, por haver desgaste natural das peças. Atualmente, podemos encontrar botas com biqueiras em policarbonato de fibras muito eficientes, bem como as botas e sapatos de segurança com proteção contra impactos, contendo solado duplo, solas flexíveis anti-perfuração e calçados de proteção com sola de borracha anti-estática, impermeável e com forros internos.

Cabe lembrar que identificar os potenciais perigos no local de trabalho antes de escolher calçado de proteção para a equipe de trabalho é uma das funções dos gestores de fábrica e supervisores. Os engenheiros de segurança do trabalho podem auxiliar nos planejamentos de segurança do trabalho, onde todos os funcionários, especialmente os de manutenção e do setor elétrico possam contam com equipamentos de proteção adequados a cada tipo de serviço.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho