Investimento em bomba de alta eficiência térmicaInvestir em uma bomba de alta eficiência térmica pode ser bastante atraente para a maioria dos compradores que estão na necessidade de um arrefecimento ou um dispositivo de aquecimento para as indústrias e empresas. Como estes dispositivos podem ser facilmente adequados em qualquer lugar, especialmente as pequenas unidades e cada um pode funcionar tanto como um dispositivo de refrigeração quanto de aquecimento,mais e mais pessoas estão investindo neste equipamento.

Contudo, dado o número de lojas que vendem esses dispositivos, como podemos saber como fechar um bom negócio? Aqui estão alguns dos fatores a analisar antes de comprar um equipamento industrial para obter o melhor negócio e adquirir uma bomba de calor de alta eficiência.

Temperatura na área onde a bomba será instalada – Temperaturas com flutuações bruscas devem ser considerações importantes a serem levadas em conta no momento de fechar negócio com uma empresa fornecedora de bombas para aquecimento ou refrigeração. Embora esses dispositivos funcionem em ambos os sentidos (resfriamento e aquecimento), o desempenho relativo da unidade pode ser muito influenciada pelas mudanças súbitas e condições extremas de temperatura na região onde a bomba será instalada. É melhor então sempre ter uma fonte de calor alternativa, se é sabido que o local tem condições climáticas extremas.

Valor das bombas - quanto maior o valor maior a probabilidade de que a unidade seja de alta eficiência. Assim como outros aparelhos elétricos, é melhor considerar esta classificação e outras qualificações associadas a esse conceito de valor agregado ao produto e que foram pré-determinadas antes da comercialização dele. Consequentemente, isso também ajuda os compradores a avaliar se eles estarão investindo em uma unidade que irá funcionar definitivamente com bom desempenho, sem que haja prejuízos futuros aos processos de produção.

Vida útil da unidade - a maioria dos compradores opta por comprar as unidades que irão durar mais tempo e, obviamente, tem algo a ver com o retorno sobre o investimento proporcionado pela vida útil do equipamento. Este fator, porém, é dependente de uma série de outros fatores, tais como a manutenção e frequência de uso. Quanto mais complexa a unidade e quanto maior ela for, maior a necessidade de que seja inspecionada em uma base regular. Embora isso possa ser um encargo financeiro adicional para as indústrias, o alívio trazido por meio da manutenção preventiva da unidade vai muito além do investimento financeiro, reduzindo custos e garantindo a produção contínua com base na disponibilidade das máquinas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos