Lubrificantes sólidos e suas vantagensOs lubrificantes sólidos, também conhecidos como lubrificantes a seco, não usam um meio líquido, mas são capazes de proporcionar lubrificação, permanecendo em estado sólido. Os lubrificantes secos podem ter alta resistência à degradação oxidativa e térmica e ainda apresentam outras vantagens em relação aos demais tipos de lubrificantes, que incluem: a capacidade de operar em temperaturas extremas, bem como propicia uma operação limpa porque a sujeira e os restos não ficariam depositados no local lubrificado, como no caso do óleo ou da graxa.

Capaz de agir como um lubrificante e um selante, a lubrificação a seco é freqüentemente utilizado em aplicações como nos mecanismos de compressores de ar, em vias férreas, veículos espaciais, cateteres, rolamentos, placas de circuito e transdutores. Muitas vezes referida como uma película ou revestimento, o lubrificante sólido adere à superfície da máquina ou da peça e, em consequência disso, oferece uma vida mais longa ao equipamento o ao dispositivo do que ao usar os lubrificantes líquidos, mais difíceis de aplicar. Algumas indústrias típicas que se beneficiam do uso de lubrificantes em estado sólido incluem a aeroespacial, eletrônica, automotiva, médica, petroquímica, agro-alimentar e agrícola.

Lubrificantes secos são compostos por quatro materiais comuns, que são o nitreto de boro hexagonal, grafite, bissulfeto de molibdênio, politetrafluoretileno (PTFE), e outros materiais menos comuns, tais como dissulfeto de tungstênio, talco, fluoreto de cálcio, silicone e fluoreto de cério. As propriedades de lubrificação desses materiais resultantes da colagem de camadas são consideradas fracas em termos moleculares. O lubrificante a seco é aplicado aos materiais por meio de pulverização, mergulho, limpeza e escovação, embora esterilização e mergulho sejam os dois métodos mais comuns, seguidas por tratamento térmico a fim de proporcionar a adesão do produto ao local lubrificado.

Lubrificantes sólidos, como os fabricados pela empresa Interlubri, especializada em produtos especiais para lubrificação, permitem aplicação em diversos materiais, incluindo borracha, vidro, madeira, cobre, cromo, alumínio, aço inoxidável, plástico e titânio. Além de ser usado para reduzir o atrito entre duas peças móveis que estão em contato, lubrificantes secos podem também servir como base para os lubrificantes líquidos. Por exemplo, um lubrificante de filme seco pode ser colocado sob uma graxa lubrificante, caso haja um problema com a graxa, como aplicação inadequada, ou, ainda, caso não seja aplicada, por algum motivo, o lubrificante sólido será o essencial para manter as peças lubrificadas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais