Lubrificantes marítimos industriaisLubrificantes marítimos ou marinhos industriais são formações de petróleo, que são utilizados em vários tipos de máquinas localizadas em grandes navios e embarcações. Devido ao tamanho de corte dos navios, bem como a elevada quantidade de combustível queimado, há muitas dificuldades apresentadas para realizar o trabalho de lubrificação, principalmente na manutenção, fator que levou ao desenvolvimento de um lubrificante marítimo industrial que pudesse atender aos requisitos de lubrificação de peças e máquinas. Basicamente, há três maneiras principais com que os lubrificantes marinhos industriais são aplicados, incluindo os motores de propulsão, motores auxiliares e de geração de energia, os quais exigem o uso de um dos dois tipos de motores: cruzeta e o pistão de tronco.

Os motores alternativos de cruzeta são grandes motores a diesel que podem ser movidos a combustão interna ou a vapor, contudo, atualmente, após muitos avanços tecnológicos na constituição desses equipamentos, usam mais a combustão interna. Os motores do tipo cruzeta possuem dois ciclos e operam em velocidades menores do que os motores de pistão de tronco. Já os motores de pistão de tronco são de combustão interna a diesel, funcionam com combustíveis destilados e normalmente apresentam quatro ciclos, além de oferecer velocidades médias. Ao contrário dos motores da cruzeta, que tem um cilindro em separado do cárter, os motores de pistão de tronco têm uma fossa comum para ambas as partes. Além disso, os lubrificantes industriais marítimos pode ser aproveitados em hélices, transmissões de engrenagens, turbo-compressores, máquinas de convés e tubos e popa.

Os lubrificantes marítimos, na maioria das vezes, utilizam um estoque básico de óleo parafínico. Os óleos parafínicos contêm cera de parafina, que é um tipo de hidrocarboneto alcano. Algumas vantagens oferecidos pelos óleos parafínicos em virtude de outros óleos, como os óleos naftênicos, incluem alta resistência à oxidação, baixa volatilidade e excelente estabilidade e baixos pontos de inflamação. Os lubrificantes marinhos são, na maioria das vezes, monograduados e podem ser usados em aplicações marítimas, devido às condições de funcionamento estáveis da sala de máquinas do navio. Como resultado das muitas dificuldades de manter uma boa lubrificação de equipamentos marítimos, a maioria dos lubrificantes utilizam aditivos que fornecem funcionalidades adicionais, tais como aumento da lubricidade e resistência à corrosão que lhes permitem ser utilizadas nestas aplicações.

Os tipos mais comuns que são usados aditivos para lubrificantes marinhos incluem inibidores de corrosão, calmantes de fluidez, antioxidantes, compostos anti-espuma, detergentes e dispersantes e anti-fricção. A tecnologia relativamente nova também criou lubrificantes marítimos biodegradáveis, suprimentos que algumas empresas têm desenvolvido em resposta à demanda crescente por causa dos benefícios ambientais que esses produtos podem proporcionar. Uma empresa bastante tradicional na fabricação desse tipo de lubrificante é a multinacional Klüber, especialista em óleos especiais, como os lubrificantes industriais, marinhos e para a indústria offshore.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Manutenção
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Manutenção