A CST assinou, dois importantes contratos de financiamentos internacionais para o seu projeto de expansão, totalizando recursos da ordem de US$ 210 milhões. Os contratos foram fechados com bancos europeus, sendo US$ 140 milhões com o KFW, e US$ 70 milhões com o EIB (European Investment Bank). O prazo dos financiamentos é de até 12 anos.

Os contratos foram assinados em Frankfurt, Alemanha, pelo diretor-presidente da CST, José Armando Campos, e pelo diretor Financeiro Leonardo Horta. Esta é a primeira vez que a CST contrai financiamento com o EIB. Já Com o KFW a Companhia mantém relacionamento de longo prazo, com cerca de 10 anos de parceria.

Os recursos dos financiamentos serão utilizados para o projeto de expansão da CST, que irá aumentar a sua capacidade atual de produção de 5 milhões para 7,5 milhões de toneladas/ano de placas de aço, a partir de 2006. As obras do projeto têm início em agosto próximo.

O Plano de Expansão representa um investimento global da ordem de US$ 1 bilhão e inclui a construção de novas unidades produtivas e a instalação de novos equipamentos na área da usina. Destacam-se, entre os investimentos diretos da CST, um terceiro alto-forno, com novo PCI (sistema de injeção de finos de carvão), um terceiro convertedor na aciaria, uma terceira máquina de lingotamento contínuo e uma segunda unidade de desgaseificação a vácuo do aço (RH), além de sistemas diversos nas áreas de utilidades e de apoio.

Autor(es): CST

facebook      twitter      google+

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional