O hidrogênio como combustível limpoMuitos especialistas em energia falam sobre o potencial quase ilimitado que o hidrogênio tem de gerar energia de forma limpa. O hidrogênio é, definitivamente, um dos combustíveis mais aceitáveis do ponto de vista ambiental. Quando ocorre a queima do hidrogênio no ar, o gás produz nada além de vapor d'água, o que significa que é totalmente aceitável ecologicamente. De acordo com especialistas que estudam o assunto, com o desenvolvimento de tecnologia adequada, em breve o hidrogênio como combustível limpo pode substituir a gasolina, o petróleo, o gás natural, o carvão e a energia nuclear, garantindo energia limpa no mundo.

O hidrogênio é de longe o elemento mais abundante no universo, portanto, não é esgotável, como os combustíveis fósseis, e, ao contrário dos combustíveis fósseis, é totalmente aceitável para o meio ambiente. Cabe lembrar que o hidrogênio já é utilizado há duas décadas como combustível para fornecer eletricidade para os ônibus espaciais. Então, por que, mesmo apresentando tantas vantagens, o elemento não é aproveitado como combustível atualmente em veículos automotores e para gerar energia?

Isto acontece principalmente porque a produção de hidrogênio exige muita energia. O método mais comum de produzir o hidrogênio é feito através da reformação catalítica do metano. Este processo todo não só exige muita energia, mas também contribui para o aumento das emissões de dióxido de carbono no mundo todo, de modo que a produção de hidrogênio mais simples tem alguns inconvenientes graves que precisam ser resolvidos a fim de tornar mais eficiente a produção de hidrogênio.

Uma das soluções para o problema de produção de hidrogênio poderia ser o aproveitamento do hidrogênio com a utilização de fontes de energia renováveis como a energia eólica e solar. Algumas empresas usam o processo de eletrólise para converter água e eletricidade em elevado grau de pureza do gás hidrogênio pressurizado, que não requer um compressor separado, ou seja, consome significativamente menos energia para a produção. O menor consumo de energia neste caso, significa que esses sistemas de geração de hidrogênio poderiam ser ainda alimentado por turbinas eólicas ou painéis solares, e o inconveniente de emitir carbono também seria anulado ou reduzido.

No entanto, esta tecnologia tem sido até agora concluída apenas em unidades de pequena escala para uso residencial, e muito mais pesquisas são necessárias para garantir a produção de hidrogênio totalmente eficaz, tanto do ponto de vista econômico bem como do ponto de vista ecológico. Baseado em pesquisas atuais, certamente parece que a principal desvantagem do hidrogênio como combustível limpo, ou seja, a produção de hidrogênio, é um obstáculo que a ciência deve superar nos próximos anos.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia