Saiba o que é fatalidade ocupacionalUma fatalidade ocupacional é uma morte que ocorre quando uma pessoa está no trabalho ou executando tarefas relacionadas a ele. As chamadas “fatalidades ocupacionais” também são comumente chamadas de "mortes no trabalho" ou "mortes relacionadas ao trabalho" e podem ocorrer em qualquer profissão de risco, especialmente na indústria. As causas mais comuns de acidentes de trabalho incluem quedas, incidentes com máquina, acidentes em viação, eletrocussão, queda de objetos, homicídios e suicídios.

De acordo com dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), no Brasil, entre os anos de 2007 e 2008, ocorrem mais de 700 mil acidentes de trabalho, gerando um custo de vários bilhões de reais ao país. Em 2007, foram registrados 51,372 mil casos de dorsalgias. Em 2008, esse número subiu para 55,450 mil. As lesões do ombro passaram de 19,505 mil para 22,926 mil. Fraturas da perna (incluindo o tornozelo) pularam de 17,336 mil para 21,704 mil. Os registros de fratura de punho e mão saltaram de 32,366 mil casos em 2007 para 48,757 mil em 2008.

Muitos fatores contribuem para um acidente fatal no trabalho, como por exemplo, a falta de treinamento de funcionários adequado e à falta de fornecimento de equipamentos de segurança, bem como a negligência por parte dos funcionários em utilizar os EPI’s da forma correta. Em alguns casos, os funcionários recebem treinamento de segurança, mas as barreiras linguísticas impedem que o trabalhador compreenda plenamente os procedimentos de segurança. Incidentes podem também ser o resultado da fiscalização insuficiente dos trabalhadores inexperientes ou funcionários que assumiram a responsabilidade para as quais não estão devidamente treinados.

A ausência de organização no local de trabalho, insuficiência de recursos humanos e questões de falhas na programação de tarefas podem desempenhar um papel importante para aumentar ou diminuir as mortes e risco de acidentes no trabalho. Em qualquer caso, o incidente que conduz a uma fatalidade profissional geralmente não é falha de uma única pessoa, mas o resultado trágico de uma combinação de muitos fatores humanos, mecânicos e ambientais que agravam os riscos de acidentes graves com mortes.

É preciso ter em mente que as fatalidades de trabalho são evitáveis. Contudo, a prevenção de acidentes do trabalho depende do entendimento de que a segurança do trabalhador não é apenas da responsabilidade dele, mas é também do empregador. Os empregadores devem treinar todos os funcionários nos procedimentos de segurança adequados e manter um ambiente de trabalho seguro para que as fatalidades ocorram em menor escala.

Uma fatalidade profissional não é apenas culpa do trabalhador, é a combinação de ambientes de trabalho inseguros, treinamento de segurança insuficiente e supervisão insignificante do funcionário que contribuem para os incidentes fatais. Como resultado, é imperativo que o empregador resolva todos os fatores de risco no local de trabalho e eduque todos os colaboradores com práticas de trabalho seguro e sensibilização para os riscos.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho