Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Indústria de fibras sintéticas e a norma de regulamentação REACH

Desde que a norma regulamentadora REACH entrou em vigor na Europa e EUA, as indústrias têxteis tiveram que se adequar em benefício ao meio ambiente.

Mais notícias relacionadas a meio ambiente:

Lubrificantes Fênix minimiza impacto com oxidação térmica
A preocupação com o meio ambiente está no DNA da empresa desde sua fundação.


Empresas de biotecnologia representam Brasil na Bio 2013
Maior convenção do setor acontece em abril nos EUA


Para que servem as cortinas de lodo
Também conhecidas como barreiras de lodo, são usadas para evitar que sedimentos de construção poluam ...


Indústria de fibras sintéticas e a norma de regulamentação REACHDesde o ano passado, as indústrias de fibras sintéticas da Europa e Estados Unidos vêm modificando sua atitude, centrando todas as atividades empresariais com o objetivo de atingir um desenvolvimento sustentável. Os tecidos sintéticos sempre foram apreciados por terem um baixo custo de produção e, portanto, eram repassados aos consumidores finais a preços mis acessíveis em relação às vestimentas de fibras naturais. No entanto, a preocupação com os custos crescentes de energia, transporte e matérias-primas e com os prejuízos ao meio ambiente criou um grande desafio para a indústria de produção de fibra sintética no sentido de disponibilizar tecidos ecológicos e a preços competitivos no mercado.

Os fabricantes de fibras artificiais têm aumentado o uso de mais matérias-primas renováveis, como fibras de celulose. Algumas empresas já estão utilizando polímeros reciclados de resíduos pós-consumo, tais como garrafas de polietileno e tereftalato. Novas pesquisas estão em andamento para explorar novas matérias-primas a partir de plantas de rápido crescimento como a cana-de-açúcar, capim e palha. Os varejistas também começaram a prestar os rótulos com informações sobre os processos “eco-amigáveis”e materiais utilizados para fazer as roupas e tecidos.

A indústria de fibras sintéticas é uma parte indispensável da indústria têxtil e precisou buscar novas formas de produção desde que entrou em vigor, no ano passado em toda a União Européia e Estados Unidos, a nova regulamentação sobre o uso de produtos químicos no setor têxtil. A norma conhecida como REACH, Registration, Evaluation, and Authorisation of Chemicals, que em português significa Registro, Evolução e Autorização e Restrição de Substâncias Químicas.

O objetivo do REACH é melhorar a proteção da saúde humana e do meio ambiente através de uma rápida identificação das propriedades intrínsecas das substâncias químicas. Ao mesmo tempo, prevê que a capacidade de inovação e competitividade da indústria química da UE deve ser melhorada. Os benefícios do sistema REACH ocorrem de forma gradual, à medida que mais substâncias vão progressivamente se enquadrando na norma REACH. O regulamento também exige a substituição progressiva das substâncias químicas mais perigosas quando alternativas adequadas já foram identificadas.

O regulamento REACH confere maior responsabilidade social à indústria para gerenciar os riscos dos produtos químicos e para fornecer informações de segurança sobre as substâncias. Os fabricantes e importadores são obrigados a recolher informações sobre as propriedades de suas substâncias químicas, o que permitirá o seu manuseio e o registro as informações em um banco de dados central gerida pela Agência Europeia das Substâncias Químicas (ECHA) em Helsinki. A Agência Atua como o ponto central do sistema REACH: gere as bases de dados necessárias para operar o sistema, coordena a avaliação em profundidade de substâncias químicas suspeitas e executa uma base de dados pública em que os consumidores e profissionais possam encontrar informação sobre o perigo.

Uma das razões principais para o desenvolvimento e aprovação do regulamento REACH foi um grande número de substâncias fabricadas e colocadas no mercado europeu por muitos anos, às vezes em quantidades muito elevadas, e ainda não há informação suficiente sobre os riscos que eles representam para a saúde humana e para o meio ambiente. Há uma necessidade de preencher estas lacunas de informação para garantir que a indústria seja capaz de avaliar os perigos e riscos das substâncias e identificar e implementar medidas de gestão de risco para proteger os seres humanos e o meio ambiente.


Editora

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a meio ambiente:

ABNT lança norma sobre manufatura reversa de eletroeletrônicos

Nesta sexta-feira (19 de abril), a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) apresenta em São Paulo a norma ABNT NBR 16156:2013 - Resíduos de equipamentos eletroeletr ...
Desenvolvimento econômico sustentável

O termo desenvolvimento econômico sustentável refere-se ao saldo de crescimento econômico junto com as necessidades sociais e ambientais. Para que o crescimento econômico seja considerado sustent ...
Como funciona um sistema de esgotos

Um sistema de esgoto de águas residuais move o material isolado a partir de seu ponto de origem, de modo que possa ser eliminado ou tratado. Existem três principais ...
Prós e contras de sacolas reutilizáveis

Com tantos problemas ambientais que assolam o planeta, o ideal seria que todas as pessoas contribuíssem para evitar a poluição originada pelo acúmulo de lixo, especialmente por ...
Poluição causada por produtos plásticos

O plástico tornou-se um produto essencial para as pessoas ao redor do mundo. Desde a sua descoberta por Alexander Parkes em 1852, tem sido um dos produtos mais usados ...
O que é biorremediação

A biorremediação é um método, dentro do campo da biotecnologia, criado para impedir as crescentes ameaças provenientes de formas graves de poluição ambiental. Como o nome sugere ...
Ministro da Economia alemão ainda se opõe a licenças de emissão de carbono

Ministério da Economia da Alemanha continua em oposição a um plano da União Europeia para conter um excesso de oferta de licenças no maior mercado mundial ...

Meio Ambiente
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Meio Ambiente


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google