Entenda o que é TerotecnologiaA terotecnologia é a gestão econômica de bens, ou seja, uma espécie de ciência aplicada para medir os valores operacionais de ativos fixos ou físicos. Os profissionais que estão envolvidos na terotecnologia observam os ativos tangíveis de uma empresa ou negócio, tais como edifícios, equipamentos e veículos. Eles medem como esses itens físicos fornecerão valor agregado às empresas ao longo de vários anos.

Esta ciência está preocupada com a confiabilidade e a durabilidade dos recursos físicos e também leva em conta os processos de instalação, comissionamento, operação, manutenção, modificação e substituição das peças. Parte dos estudos da terotecnologia é chamada de ciclo de vida de custeio. Ciclo de vida de custeio pode incluir a depreciação dos ativos e os valores de outros impostos relacionados. Geralmente, o ciclo de vida de custeio é a soma de todos os valores positivos e negativos associados a um ativo físico para produzir um resultado líquido.

Uma grande parte da terotecnologia está focalizada em compreender o papel da manutenção e do valor de uma garantia. Muitos equipamentos e outros bens materiais já vêm com garantias oferecidas pelo fabricante ou fornecedor. Nesse sentido a terotecnologia procura identificar como essas garantias fornecem valor agregado às despesas previstas.

Um indicador muito importante usado como base de estudos para a terotecnologia é chamado de "curva de banheira." A curva de banheira é um nome para uma espécie de taxa de falha projetado para uma peça de equipamento ou máquina. No início do ciclo de vida e até que o produto esteja perfeitamente adequado, o índice de falha é um pouco elevado. Depois que já atingiu um certo tempo de maturidade, a falha reduz, porém, quando começa a entrar no período de desgaste, a taxa de falha aumenta novamente. Como a curvatura do gráfico é convexa e parecida com o formato de uma banheira, a curva é conhecida como curva da banheira.

A terotecnologia ou ciência de gestão da economia de ativos fixos, representa uma diferenciação interessante entre todos os bens físicos que uma empresa possui e outros ativos que são intangíveis e não associados aos custos operacionais. Normalmente, as empresas mantêm os ativos físicos apenas para a produção, concentrando seu capital adicional sobre os tipos de ativos intangíveis que não geram mais custos gerais. A ciência da avaliação de bens físicos é, para muitas empresas, uma forma de gerenciar a propriedade, algo inevitável e necessário para gerenciar os equipamentos físicos envolvidos nos processos de produção.

É importante notar que os fornecedores também podem usar a terotecnologia aplicada a seus produtos. Desde que seus produtos fabricados sejam os mesmos que vão parar nas mãos dos compradores, os fornecedores também podem se beneficiar da mesma ciência de observação para saber mais sobre o valor dos seus produtos quando revendidos. Em geral, esse tipo de análise é uma forma de as empresas manterem-se alertas sobre as despesas envolvidas quando possuem grandes máquinas ou outros equipamentos, bem como escritórios e outras partes físicas em sua estrutura corporativa.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia