A indefinição que envolve as adaptações dos estádios brasileiros às exigências da FIFA para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil vem movimentando os setores de infraestrutura e construção civil no País. Alheios a polêmica e cientes de que a demanda será grande, independente de qual sejam as decisões do órgão maior do futebol, empresas estão se preparando para atender as necessidades, buscando excelência e apresentando ao mercado novidades.

"O segmento está agitado e empolgado", afirma Cláudia Godoy, diretora geral da UBM Sienna, empresa responsável pela realização da 4ª edição da Concrete Show South America, a maior e mais representativa feira sobre tecnologia em concreto para construção civil da América Latina. O evento será realizado entre os dias 25 e 27 de agosto em um total de 36.400 m² de área de exposição in door e out door do Transamérica Expo Center, em São Paulo.

"A realização da Copa do Mundo no Brasil já promove um grande desenvolvimento para os setores de infraestrutura e construção civil. A feira será o momento ideal para se ter uma base como anda esse processo", destacou Cláudia. As estimativas iniciais prevêem que a competição exigirá investimentos de R$ 59,5 bilhões, nas diversas áreas, dos quais os estádios e seus entornos representarão cerca de 10% desse total. Esses recursos serão aplicados, também, em mobilidade urbana (metrô, corredores de ônibus, veículos leves sobre trilhos), e interurbana, especialmente em aeroportos (R$ 5,4 bilhões) e no trem-bala São Paulo-Rio de Janeiro (R$ 30 bilhões).

Novidades - A Oeste Formas, por exemplo, apresentará durante a Concrete Show South America o Sistema HV. Adquirido da norte-americana Titan, é um complexo de estruturas montadas em alumínio com encaixes para otimizar a execução das obras, fundamentais para atender os prazos apertados exigidos pelos organizadores da Copa. O equipamento permite que um serviço que usualmente emprega sete pessoas em sete dias possa ser realizado por apenas três em três dias.

Outra empresa que colocará no mercado novidades trazidas de outros centros de excelência é a Metroform System. A empresa lançará oficialmente, durante a feira, a parceria firmada com o grupo espanhol Alsina, que tem 60 anos de experiência no mercado europeu de cofragem (sistema de formas de concreto). Um dos produtos que serão lançados pela parceria é a Europrop A3, única escora do mundo que cumpre a norma europeia EM 1065. O tempo de desmontagem do equipamento é aproximadamente 80% mais rápido que o realizado em escoras convencionais.

A Mills também trará inovação. "No momento, estamos trazendo novos produtos na área de formas e escoramento em alumínio, que permitem uma maior rapidez e produtividade na execução das obras. Estamos lançando uma forma autotrepante, para grandes estruturas de concreto, que dispensa o uso de gruas e guindastes", afirma o presidente da empresa, Ramon Vazquez.

Para ele, as perspectivas otimistas se justificam pela necessidade dos grandes investimentos em infraestrutura urbana que serão necessários. ?Estamos falando de construção ou reformas em aeroportos, pontes e viadutos, monotrilhos, novas estruturas viárias, obras de saneamento etc. Em geral em todas as obras de concreto a Mills tem fundamental participação, oferecendo serviços de engenharia nas áreas de formas, andaimes e escoramentos?, completou.

Serviço
Concrete Show South America 2010
De: 25 a 27 de agosto
Transamérica Expo Center
Rua Dr. Mario Villas Boas Rodrigues, 387, das 13h às 20h
Organização e promoção: UBM Sienna
Informações: www.concreteshow.com.br ou [email protected]
Telefone: (11) 4689-1935

INFORMAÇÃO À IMPRENSA:
C2 COMUNICAÇÃO CORPORATIVA - www.c2comunica.com.br

Alessandro Padin - [email protected]
Assessor de Imprensa - CONCRETE SHOW SOUTH AMERICA 2010
(11) 4071.0728 / (13) 9111.0663

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Feiras & Eventos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Feiras & Eventos