Os negócios dirigidos ao segmento industrial da unidade brasileira do grupo SKF registraram forte expansão no primeiro semestre desse ano. A companhia bateu a marca de R$ 115 milhões em vendas no semestre para grandes conglomerados industriais, volume 8% superior ao mesmo período do ano anterior.

Do conjunto das operações, o segmento de logística foi o que registrou maior expansão. A participação no setor industrial - com fornecimento de rolamentos para empresas ferroviárias e gigantes corporativos do setor logístico - cresceu 61% no semestre, se comparado ao mesmo período de 2003. "Os setores de transporte e logística foram o destaque na carteira. Os demais segmentos, como bens duráveis, indústrias de base, papel e celulose e agropecuário, apresentaram bom crescimento também", informa Claudinei Reche, gerente-executivo de vendas para a área industrial.

Outro destaque foi o crescimento da prestação de serviços atrelada aos contratos, com fornecimento de consultoria para a área industrial, oferta de soluções customizadas em engenharia de aplicação e manutenção pró-ativa para reduzir paradas industriais não-programadas, ligadas a sistemas de rolamentos dos maquinários. O número de empresas que a SKF mantém contratos de otimização de ativos cresceu significativamente, saltando de 14 no primeiro semestre de 2003, para 24 nos seis primeiros meses desse ano - um aumento de 72 % no período.

A rede de distribuição ValuePartner (que também atua com o conceito de otimização de ativos), em conjunto com a SKF já atua em mais de 500 plantas industriais no país.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas