São Paulo, julho de 2010 – A STMicroelectronics (NYSE: STM), líder mundial em semicondutores que economizam energia, anunciou o primeiro CI da indústria, que combina importantes funções de otimização e conversão de energia para geradores solares. A inovação da ST vai viabilizar arranjos de múltiplos painéis, que vão desde equipamentos domésticos instalados nos telhados até instalações maiores, para fornecer mais energia a um custo mais baixo por Watt.

O novo chip SPV1020 da ST permite a aplicação de Maximum Power-Point Tracking (MPPT) de forma individual para cada painel. O MPPT ajusta automaticamente os circuitos de saída do gerador solar para compensar as flutuações de energia resultantes das variações da intensidade solar, do sombreamento, das alterações da temperatura, desequilíbrio do painel ou envelhecimento. Sem o MPPT, a energia vinda do painel solar pode cair em cerca de 10% a 20% se apenas uma pequena porcentagem de sua superfície estiver na sombra. Esta redução desproporcional pode restringir a escolha do local, ou forçar a utilização de um arranjo menor para evitar as sombras. Em alguns casos, pode prejudicar a viabilidade do projeto.

O SPV1020 viabiliza um Distributed MPPT (DMPPT), que compensa cada painel individualmente, ao contrário de um esquema de MPPT centralizado, que aplica uma compensação do tipo “best fit” (melhor ajuste) a todos os painéis do arranjo. O DMPPT é a técnica mais promissora para melhorar a produtividade energética dos sistemas fotovoltaicos porque maximiza a energia extraída de cada painel, independentemente do desempenho do módulo adjacente, mesmo que algum módulo falhe.

Normalmente, a implementação do DMPPT requer uma rede de componentes discretos para cada painel do arranjo. O SPV1020 substitui essa rede por um único chip e também integra o conversor DC/DC para intensificar a saída DC de baixa tensão para uma tensão DC mais alta, da qual a potência AC com qualidade de linha é produzida. Por integrar o MPPT e o conversor DC/DC, o SPV1020 simplifica dramaticamente o projeto e reduz o número de componentes, fazendo com que o DMPPT seja econômico para uma série de graus de potência e pontos de preço dos painéis solares.

A ST integrou todas as funções requeridas em um chip monolítico utilizando sua avançada tecnologia BCD8 multi-processo de 0,18 mícron. A BCD8 é a chave para combinar potência e funções analógicas para o conversor DC/DC no mesmo chip, como a lógica digital executando o algoritmo do MPPT. Essa tecnologia viabiliza uma solução menor, mais confiável e mais durável do que uma alternativa feita com componentes discretos. O CI também tem uma avançada arquitetura de conversor DC/DC que minimiza o tamanho e a quantidade de componentes passivos externos necessários.

“Maximizar a eficiência e a confiabilidade são elementos chave para oferecer energia a preços competitivos a partir de recursos renováveis,” disse Pietro Menniti, gerente geral da Divisão Industrial e de Conversão de Potência (I&PC Division) da ST. “O desenvolvimento de produtos inovadores, como o SPV1020, que implementa os circuitos MPPT e de conversão de potência em um único chip, vai manter a posição da ST na vanguarda da industrialização de tecnologias para energia renovável.”

Principais recursos/características do SPV1020:

· Diodos de bypass e cut-off integrados ao Conversor DC/DC

· Totalmente compatível com os inversores DC/AC largamente utilizados

· Permite ajuste independente da tensão de saída por painel

· Faixa estreita de tensão de saída melhora o desempenho do inversor

· Reduz a sobretensão durante a desconexão do barramento DC

O SPV1020 está disponível em encapsulamentos PowerSSO (PSSO-36) de 36 pinos. As amostras de engenharia e os kits de avaliação já estão disponíveis. A produção em escala está programada para novembro de 2010. O preço projetado é de aproximadamente US$5,00 (ex-works EUA) para um pedido mínimo de 1.000 unidades. Há alternativas de preços para quantidades maiores.

Sobre a STMicroelectronics

A ST é líder na fabricação de semicondutores, atendendo aos clientes em todo o espectro de aplicações de dispositivos eletrônicos com soluções inovadoras. O objetivo da ST é ser líder absoluto em convergência digital e aplicações de conversão de energia, apoiada em tecnologia, experiência com projetos em combinação com o portfólio de propriedades intelectuais, parcerias estratégicas e força industrial. Em 2009, o faturamento da companhia foi de 8,51 bilhões de dólares. Mais informações sobre a ST podem ser obtidas no site www.st.com.

STMicroelectronics no Brasil

A ST iniciou suas atividades no Brasil em 1983, e desde então oferece soluções em semicondutores para o mercado automotivo, smart cards, automação industrial e eletrônica de consumo. A empresa atua com um amplo portfólio de produtos nas mais diversas áreas, como multimídia digital, linha branca, aplicações industriais e automação bancária e smartcards para aplicação bancária. Por acreditar no potencial do país, a empresa investe na forte presença no mercado da America do Sul, especialmente no Brasil e focando no suporte ao desenvolvimento e adequação de soluções voltadas para estes mercados. A ST mantém parceria com universidades e centros de pesquisa brasileiros em várias regiões do Brasil, ampliando sua oferta de soluções de alto teor tecnológico para o mercado nacional. Mantém escritórios em São Paulo, Joinville e Manaus.

Mais informações para a imprensa:

DFreire Comunicação e Negócios

Vanessa Morais

[email protected]

Regiane Fontes

[email protected]

(11)5505.8922

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas