Estimativas na indústria diminuem com a baixa produçãoDe acordo com dados que devem ser divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 03 de agosto, sobre o ritmo da produção industrial no último mês de maio, mostram uma queda de 5% na produção de veículos e de 3,83% na venda de papelão ondulado. Esses índices alertam os economistas e especialistas no assunto para uma provável redução da estimativa de produção para o mês de junho.

Essa desaceleração no setor de produção e manufatura industrial, para os especialistas, é um sinal bem claro da expressiva diminuição do ritmo produtivo nas indústrias brasileiras. Porém, grande parte dos especialistas e economistas não acredita que o freio na produção registrado em maio vá modificar o curso da política monetária para todo o ano de 2010.

A pesquisa Focus mostra que a taxa Selic – Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, taxa de juros que serve de balizador  econômico para os juros cobrados no mercado brasileiro – deve fechar o ano em 12%, o que representaria dois aumentos extras de 0,75 ponto percentual, um em 21 de julho, outro em 1º de setembro e mais uma alta final de 0,25 ponto percentual prevista para 20 de outubro.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia