Calibração de espectrofotômetro em instrumentaçãoCalibração de espectrofotômetro é um processo em que um instrumento científico conhecido como espectrofotômetro é calibrado para confirmar que ele está funcionando corretamente. Isso é importante, pois garante que as medições obtidas com o instrumento sejam precisos. O procedimento varia um pouco dependendo do modelo dos instrumentos, mas a maioria dos fabricantes fornece um manual explicativo sobre a calibração adequada do espectrofotômetro.

Os espectrofotômetros são dispositivos capazes de transmitir e receber luz. O dispositivo é utilizado para analisar amostras de material de teste, mais precisamente, a luz que passa através da amostra e a leitura da intensidade da onda. Diferentes amostras analisam o impacto da luz de diferentes maneiras, permitindo que um pesquisador ou um técnico verifique como a luz se comporta como ela passa através da amostra. Para que esse trabalho seja possível, um espectrofotômetro calibrado é necessário para confirmar que os resultados estão corretos.

Na calibração do espectrofotômetro, uma solução de referência é usada para zerar a leitura do equipamento. O aparelho é calibrado colocando a solução de referência dentro do espectrofotômetro, zerando as configurações antes registradas, o que permite que o dispositivo seja novamente colocado apto à execução de novas tarefas de medição e controle de luz. Em seguida, amostras de um material de teste real podem ser submetidos à espectrofotometria.

Em um modelo de espectrofotômetro de feixe único, um único feixe de luz é gerado, e o dispositivo deve ser recalibrado após todas as vezes que for reutilizado. Em espectrofotômetro de duplo feixe, os feixes são enviados através de uma amostra de teste e uma amostra de referência simultaneamente, a fim de gerar dois conjuntos de resultados que podem ser utilizados como referência e calibração. Em ambos os casos, a calibração do espectrofotômetro pode ser feito no laboratório por alguém que trabalhe com a máquina. Caso a máquina desenvolva problemas graves, o ideal é que seja enviado para o fabricante realizar a manutenção, reparo ou substituição de peças e até mesmo a troca do aparelho.

Para que um espectrofotômetro possa funcionar corretamente, o instrumento deve ser aquecido antes de ser usado. Muitos dispositivos demoram cerca de 10 minutos para aquecer, mas é sempre importante evitar a calibração espectrofotômetro durante a fase de aquecimento, porque isto deletará as configurações do aparelho. Também é importante estar ciente de que para certos tipos de comprimentos de onda, filtros especiais e anexos podem ser necessários para o dispositivo funcionar de modo correto.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Controle & Instrumentação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Controle & Instrumentação